17 julho 2009

Arroz com vinho e costelinhas de porco

Minha avó portuguesa, Vovó Guilhé, ou Guilhermina, gostava muito de tomar vinho tinto e tudo era motivo para ela se deliciar. Me lembro de vê-la molhando o pão caseiro quentinho, num copo de vinho, e dizia que era uma gostosura. Colocava vinho em todo tipo de sopa, até em canja de galinha. Isso eu também faço. Uma canja não é a mesma sem um pouquinho de vinho. Para temperar qualquer carne de panela, era sagrado. Nas de porco então, não podia faltar. Esse costume passou de geração para geração. Minha mãe temperava as carnes assim e eu sigo a linha. Ontem no jantar, fiz arroz com vinho tinto e costelinhas de porco de caçarola. Para o arroz, é só substituir metade da água por vinho, acrescentar cheiro verde picado e algumas passas escuras sem caroços. As costelinhas , cortei nos ossinhos, temperei com cominho, e gengibre em pó, pimenta calabresa desidratada, pimenta negra em grãos, folhas de louro, sal e alho amassados juntos, um fio de azeite, e vinho tinto. Depois de algumas horas, levei as costelinhas ao fogo baixo, e fui adicionando um pouquinho de água, de vez em quando até ficarem macias.Quando temperamos as carnes com vinho, a casa toda fica com aroma de Natal. Quando as panelas vão ao fogo então, a fome se apresenta e escuto aqueles comentários. AI QUE FOME! NÃO VAI DAR PARA ESPERAR MUITO! PRECISO EXPERIMENTAR UM POUCO. Vale a pena.

Nenhum comentário: