11 novembro 2009

Ontem

Pois é, como muita gente deve saber ou ter vivido, ontem tivemos mais um apagão por aqui. Outro. Disseram que não teria mais apagão, mas ele veio, forte, robusto e são. Acho que nunca é hora para essas eventualidades, mas na hora em que a meninada está saindo das escolas, faculdades, de trabalho que tem horário de shopping, é de matar. Fica uma confusão nas ruas que ninguém merece. Sem falar no perigo que a escuridão acarreta. Se no claro, estamos à mercê dos bandidos, imagine quando eles tem uma mãozinha de um apagão! Os semáforos, que em dias normais já não atendem a demanda de alguns cruzamentos e você não chega e dar duas voltas de pneu e já é obrigado a parar o carro de novo, para não ver ninguém passar na rua com a qual está cruzando, nesses dias, sem funcionarem literalmente, é pra endoidecer. Aí vem a lei do mais forte, ou mais mal educado e você, uma pessoa do bem, bem criada, com a paciência de Jó, querendo só chegar em casa sã e salva, espera por uma oportunidade para, sem correr riscos, cruzar as ruas. É realmente um desafio. E olha que nem chovendo estava. Imagine se São Pedro, resolve descarregar as águas de lá de cima. É. Ainda bem que sempre podemos dizer: PODIA TER SIDO PIOR. Espero que quem tenha passado pelo horror de estar nas ruas na noite de ontem, tenha chegado em casa de uma maneira bem legal. Tomara que sim.

3 comentários:

Café com Bolo disse...

Ai Welze, já pensou quem ficou preso em elevador?
Com o calorão que estava?
Aqui em casa ninguém conseguiu dormir, aqui está muito quente e abafado, acho que vem temporal.
E no Rio teve arrastão e assaltos...gente pra fazer mal tem aos montes, né?
Hoje eu já ri muito, pq o pai de uma amiga disse que foi o MST que provocou o apagão...olha, eu não duvido nada se foram eles mesmo...eu acho que esse jogo de empurra que ninguém sabe e ninguém viu...estão é escondendo a verdade do povo.
ô paisinho sô...
Bjocas

Tatiana disse...

Realmente nesses momentos a gente percebe que é muuuito difícil viver sem energia elétrica! Passei uns apuros ontem! Mas felizmente a ordem foi reestabelecida sem grandes problemas.

Bjs

Nane Cabral disse...

Nossa, eu não vivo sem eletricidade e nesses momentos fico agradecida. Bjinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com