12 fevereiro 2014

MINHA AMADA PÊ


Essa ao lado é minha irmã Cassia. Ou para mim, Pê. Minha alma gêmea. Minha amiga de todas as horas. Minha Pê. Desde que nasci, é ela a minha cúmplice. Minha melhor amiga. Minha melhor diversão. Minha maior identificação. É sem dúvida a melhor pessoa que existe nesse mundo. Não só por ser correta, honesta, muito mãe, muito amiga e outras coisas assim. Mas por ser sempre a mesma pessoa. Ser sempre a Cassia que todos amam e respeitam. Nada abala sua fé. É amada no trabalho, onde tem por parte de todos que a cercam o maior respeito e admiração. Ninguém tasca essa mulher. Por que minha alma gêmea? Se ela chora à quilometros de distância, entro em melancolia. Se eu me apavoro com alguma coisa, é ela quem fica chateada. Sentimos necessidade uma da outra. Sabemos nossos segredos só de nos olharmos. No final do ano passado, alguns anjos perguntaram ao Criador se ela era mesmo forte. ELE respondeu em forma de provação. Mandou para ela a maior de todas as provações. Sua filha esteve gravemente doente. E como se não bastasse, ela também não esteve bem. Mas, forte como ela só, orquestrou ajuda, amparo, atitudes. Usou suas forças máximas para resolver as intempéries. Sempre atenta, sempre à frente de tudo. Se chorava? É claro que sim. Mas um choro de dor, não de revolta. Nunca se revoltou ou mesmo questionou se merecia passar por aquilo. Passou por tudo, e ainda ajusta as atitudes à novas situações que chegam, sempre com a mesma fé. Mulher forte, mas de fala mansa. Mulher forte, mas de mão e abraço amigos. Mulher fortaleza, mas sempre recebendo quem quer e pode ajudá-la e quem precisa de ajuda. Sou sua fã. Somos cúmplices desde que me lembro por gente. Uma escondia as artes feitas pela outra. Uma louça quebrada, um livro rasgado, uma comida experimentada antes da hora. Sempre foi assim e sempre será. Minha doce e amada PÊ. Hoje é seu dia. Ganhamos ontem um presente adiantado mas era esperado. Por sua força, era esperado. Era contado como certo esse presente que se materializa em forma de saúde na nossa garota. Parabéns minha PÊ. Mais do que ninguém, você merece ser feliz. Te amo. Minha PÊ.

11 novembro 2013

Querida Nilce Guerreira

http://www.nilceguerreira.com/2010/09/deus-me-fez-assim.html

"Quando me sinto fraco, então é que me faço forte".

E foi assim, que li sua ultima postagem, e senti que se entregou ao Pai Maior na certeza de que Ele olharia por ela.
É triste sermos deixados pra trás, muitos de nós gostaria de seguir junto o caminho.
A Nlice foi uma querida comigo e com a Mamãe, era uma de suas amigas que carinhosamente também me chamava de Cucla.
Que nesse momento, a luz esteja a trilhar seu caminho de chegada na espiritualidade, que Glorinha lhe tenha preparado a cama, e a Mamãe o chá, que seja a Nilce mais uma estela a nos iluminar nas noites.
Mais uma de nós com a missão nesse plano terreno cumprido.
Meus sentimentos para a Familia, e para os amigos.
A sempre Cucla de todas vcs.


04 novembro 2013

Além das linhas

Pois é, foi pra além das linhas que esse blog nos levou.
Foi pra além da tela que as amizades tiveram continuidade.
Foi para além da Internet e dos passeios rápidos que nos transportamos.
Nem sei quanto tempo de vida o blog tem, um absurdo né, Mamãe saberia. Mas tenho comigo que ele foi criado em meados de 2009.
Eu, Cucla, como vcs me conhecem, já tinha blog antes da Mamãe, mas nunca fui tão amante quanto ela.
Ah, pra ela, esse cantinho era um "deleite" só.
Contava seus casos, suas receitas de família e seus "ara, ara".
Ficava tão feliz com cada pessoinha nova que por aqui passava, que criou um "boas vindas" prá lá de especial.
Frequentava os que à frequentava e admirava, se esmerava cada dia mais.
Não há como não me lembrar dos finais de tarde, quando eu passava na sua casa, e via em seus olhos a doce alegria de mais um visitante, ou dos comentários que deixavam em seu blog.
Tinha assunto sobre essa turma, para mais de metro, como ela diria.
Parecia que era um encontro pessoal, ela se preocupava, comemorava, rezava e pedia por todos seus amigos da blogsfera.
E não é que, com o tempo, algumas amizades se fortaleceram ainda mais, a Glorinha, que foi lhe encontrar na "esquina" era-lhe muito, mas muito especial, parecia que se conheciam de longa data.
Tia Torta, como recentemente a titulei, a Querida Angela Bosso, foi pessoalmente em casa, e lembro-me como se fosse hoje a alegria que Mamãe sentiu.
Flavia, menina querida que sempre deixava um beijo por aqui. Essa é louca por Yaquissoba.
E a Gina então, ah, trocavam ideias de altos padrões e valores sobre culinária.
Tantas outras me são especiais, Cléa, Josy, Andrea, Marli...são tantas.
E juro que desejo muito ter em breve a grande oportunidade de ser "além das linhas", como foi com Ora Pitangas, Nacozinha e Flavita...
Foi meninas, um incrível prazer ter a oportunidade de abraçá-las, de olhar-lhes nos olhos.
Além das linhas, o amor vai além das linhas.
Mamãe adoraria esse encontro.
Eu amei, e fico felicíssima em ser a Cucla de todos vocês.

"Deus encontra formas incríveis de fazer com que o amor se multiplique"

16 outubro 2013

Sempre por aqui.

Como muitos sabem, a Gostosura já não está mais entre nós.
Cumpriu sua missão terrena e retornou ao paraíso, onde provavelmente esteja se preparando para evoluir ainda mais.
Esse cantinho tornou-se nada mais, nada menos, do que uma forma incrível de eu, e quem mais quiser, é claro, nos conectarmos com tudo o que ela era de melhor.
Com sua alegria, com sua sapiência, com sua forma incrível de desbravar as mais diversas "intercorrências" que se apresentavam.
Para nós, sua família, para eu, sua filha, ter esse blog, é como ouvir um pouquinho da voz dela, escutar os "ara ara" e matar um pouco a saudade que todos os dias se mantem viva em nossos corações.
A saudade que não mais dói, a saudade que gostaria de ter mais uma oportunidade de contar aquele segredo, ou até mesmo, de ver em seus olhos o quanto ela se orgulharia de nossos feitos.
Quero agradecer a todos que passam por aqui, e sempre deixam um recadinho, eu sempre vejo e fico muito feliz e ver o quanto ela foi querida, e o quanto esse carinho se estendeu a mim: SUA CUCLA.
Não sumam, não desapareçam.
Graças a Deus, o ano de 2013 nos reservou mudanças muito gratas, mas que demandam um correria daquelas.
Prometo que sempre que puder, e quando a saudade bater muito forte, estarei aqui.
OBRIGADO TODOS.

Sua Cucla.
www.simplesmentecucla.blogspot.com

04 julho 2013

Vivendo e aprendendo - Suco de laranja

Essa é daquelas histórias que a gente precisa compartilhar....
Tenho tentado levar uma vida muito mais saudável.
Procurei um nutricionista, e ando seguindo a risca tudo o que ela me falou, comendo de tres em tres horas é o segredo, e exatamente como mamãe já dizia.
Mas como quem faz dieta e está careca de saber, custa uma certa fortuna mudar os hábitos alimentares.
Mas, como uma boa contestadora que sou,  lá vou eu discordar...
Se fizermos uma boa compra de supermercado não precisa ser só os diets ou afins, é mudar mesmo a alimentação, comprar frutas ao inves de suco pronto, , legumes naturais e outras coisitas mais, e ainda por cima, Se DISPUSER A LEVAR A TAL MARMITA, não fica tão caro assim.
Pois eu faço assim....toda semana reforço o estoque de frutas e legumes, e conto com a fabulosa ajuda do Marido para cortar, embalar e tals, e ainda, sinto um prazer enorme em ficar na cozinha mais tempo, outra dica importante para quem faz dieta, PRECISA VIRAR AMIGA DA COZINHA...
MaSSSSSSs, também faço parte da turma que dorme até o ultimo minuto, e acabo preparando muitos dos meus lanchinhos, JÁ MONTADA E NOS 45 DO SEGUNDO TEMPO.
O item mais feliz da minha lancheira  que amo  de paixão e não dispenso, é o suquinho de laranja, aquele feito em casa mesmo, porque se comprar todos os dias na padaria, fica pela hora da morte, BORA FAZER DIETA SÓ DE GORDURA E NÃO FALIR O ORÇAMENTO DOMESTICO, afinal de contas, tem que sobrar uma graninha para comprar aquela calça depois de perder uns quilinhos, não é não!?!?!?!?!
Mas, como todo mundo também sabe, a laranja deixa um CHEIRÃO na mão...
E lá saia eu todos os dias de casa, no maior look, com o PERFUME DA LARANJA....
Mas como a laranja demorou pra entrar no hábito e não quero abandoná-la, passei diversos dias pensando em como não USAR MAIS ESSA FRAGRANCIA TÃO PECULIAR.
Foi quando surgiu a ideia.........
Saquinho de plastico na mão....Isso mesmo, coloquei um saquinho na mão, espremi meu suco e o perfume dele ficou só dentro do copo.....Fiquei tão feliz.....
Claro, que corro o risco de me sujar fazendo os lanchinhos já pronta...Mas o hábito faz o monge...e só de não precisar mais desfilar by Laranjita....estou muito feliz...
Vivendo e aprendendo....

21 junho 2013

Recordar é viver

Claro que recordar é viver, mas viver de passado não é bom.
É bom sacodir a poeira, dar a volta por cima e chutar a bola pra frente, é mais que necessário.
E é com esse intuito que sempre volto aqui, e que recordações felizes esse cantinho me traz.
Já tem tempo que venho pensando em imprimir tudo o que mamãe escreveu e formar um grande livro.
Tenho medo, que numa hora dessas, esse arquivo de "vida" se perca no tempo, então, vez ou outra, muito menos do que eu gostaria, é claro, passo por aqui, para que ele não caia no esquecimento, e não SUMA.
E para mim, não há melhor livro de receita nesse mundo.
Aqui encontro as comidas que fizeram tantas ocasiões especiais, e podem acreditar, cada postagem, cada foto, me traz, alem de uma lembrança emocional gigante, traz também um acalento no coração inimaginável.
E para sentir ainda mais, vira e mexe, eu roubo uma de suas receitas e a coloco em prática.
Uma das minhas mais que preferidas é a empadinha, nossa, como mamãe fazia uma empadinha MARAVILHOSA.
Eu estou tentando, já ficou com banha demais, banha de menos, sem sal, com sal, com palmito ruim, mas também, já está começando a ficar BOA DEMAIS DA CONTA.
Outro dia comprei um palmito ruim demais, mas, como havia comprado dois potes,SIM, SOU EXAGERADA COMO ELA ERA, e mesmo ruim,  não podia jogar fora o segundo né. E, assim como mamãe faria, dei uma encrementada no que era uma porcaria.
Fiz um refogado de frango, e cozinhei o palmito até quase derreter.
Fiz a massa tradicional de empada, consegui colocar ela na forma, que sacrificio, rs, recheei com esse mix refogado.
Cobri com o que sobrou da massa, não consegui cobrir ela inteira, mas, foi assim mesmo.
E não é que, FICOU UMA DELICIA....
Hoje, vim atras de mais uma receita de familia, Panqueca de Frutas, mas já imprimi outras tantas, e vou colocar todas elas em prática nos próximos dias.
Mamãe me ajuda sempre que vou pra cozinha....Ela lá de cima supervisionando, e eu daqui, dando os meus pitacos nos seus feitos.
Recordar é Viver....
Amanhã vai ter panqueca de banana no café da manhã....

13 maio 2013

O tempo e seus ensinamentos

Eu imaginava que era forte, o tempo me provou que não sou.
Eu imaginava que tudo passaria, mas não passou.
Eu tentei tocar o tempo, mas ele não permitiu.
Eu tentei desfazer dele, mas ele se materializou.

O tempo tem sido meu amigo, meu inimigo, meu conselheiro e meu braço protetor.
Com ele, tenho aprendido que o "tempo dele", não é o meu, é "dele".
Que por mais que eu deseje colocar uma pedra em cima de tudo, jamais isso será possivel. Pois, quando ele achar conveniente, ele vai me invadir com todas as lembranças que ele quiser que eu lembre.

Tempo, creio que passaremos mais algum "tempo" juntos.
Seja paciente, e eu prometo ser mais maleável.
Seja sutil, que eu também tentarei o ser.

Tempo, querido tempo.
Me ajude a não esquecer o seu rosto,
Me ajude a fechar os olhos e conseguir sentir teu toque.
Me ajude a não deixar que o esquecimento seja maior que você.
Mas também não permita que o sofrimento se estenda por muito "tempo".

Tempo, obrigado.
Obrigado pela memória.
Obrigado pela lembrança.
Obrigado pelo balsamo.

Obrigado.

25 abril 2013

CONTABILISTAS! HOJE É NOSSO DIA

Não tinha como não republicar, Mamãe tinha o maior orgulho de ser "Contabilista".
Um pouquinho de suas linhas para aquecer nossos corações.
 Publicado Originalmente em 25/04/2011.


"Pois é, sou uma das milhares de CONTABILISTAS do Brasil. Me formei em 1975. Com louvor, olha só que legal. Já trabalhava como contadora de uma revenda Volks daqui da cidade. Não assinava os balancetes, mas os fazia. Logo após a formatura, enviei meus documentos para o Conselho Regional de Contabilistas de São Paulo, para tirar a carteirinha, mas qual não foi meu desapontamento e tristeza quando os formulários para que eu preenchesse voltaram com os valores a serem pagos. Quase cai das pernas. O valor para a carteirinha e a anuidade eram tão altos, que desisti na mesma hora. Como estava me preparando para casar e ajudava nas despesas de casa, não sobraria uma quantia tão grande. Na época fiquei triste, mas que nada, logo comecei a comprar o enxoval, ainda ajudando em casa e trabalhando como antes, na contabilidade da mesma empresa. Quando enfim tive condições de fazer o tal documento, a carteirinha, já estava interessada em nutrição. Mudei o foco e meus rendimentos extras, foram então direcionados para essa profissão. Cursos e mais cursos de nutrição me empolgaram tanto que de contabilidade mesmo, só restavam as declarações de imposto de renda que anualmente fazia para meus parentes e amigos. Pelo que sei, minha turma, a de 75, foi a última, pelo menos no estado de São Paulo, a ter o título de CONTABILISTAS. À partir desse ano, os formando nessa área, passaram a receber o nome de TÉCNICO CONTÁBIL. Ainda hoje faço uma coisinha aqui outra ali no campo de contabilidade, mas nutrição e gastronomia realmente são minhas paixões. Mas que eu sou uma CONTABILISTA sou e hoje é MEU DIA.
Feliz dia colegas.
Muitos números positivos em suas vidas."

28 março 2013

O que é a Paixão de Cristo


Esse texto foi publicado por um grande amigo, Luis Roberto Pereira, mais conhecido e carinhosamente chamado como Betinho.
Pedi-lhe a autorização para publicar aqui, e com o sentimento de introspecção e absorção que a Páscoa me trás, torno esse momento de replica.
Linda Páscoa para todos.
"A paixão de Cristo é a narrativa do calvário de Jesus desde o momento em que ele é preso no Monte das Oliveiras, após a realização da última ceia com os apóstolos, até a sua morte na cruz.
Na mesma noite em que é preso sob ordem de Caifás, o sumo sacerdote e maior autoridade do povo judeu, ele é julgado de forma sumária pelo Sinédrio, conselho dos anciões e suprema corte judaica. Acusado de blasfemo por se apresentar como o Rei de Israel, Jesus é condenado à morte. Como a região da Judéia estava sob domínio do Império Romano, caberia a Pôncio Pilatos, autoridade máxima romana na região, aplicar a punição. Pilatos, em função da proximidade da páscoa, ofereceu a possibilidade de suspensão da condenação de Jesus, mas a multidão que estava no local incitada pelos sacerdotes preferiu que a liberdade fosse dada a Barrabás, um ladrão e assassino também condenado à morte.
A partir da sentença proferida de forma definitiva por Pilatos, Jesus teria passado pelos flagelos que os romanos impunham aos condenados. Entre eles, ser açoitado pelo flagellum taxillatum, espécie de chicote com três ramais que terminavam em bolas de metal com relevos e unidas por arame, e carregar até o local da crucificação a trave horizontal da cruz.
A paixão de Cristo é principalmente essa passagem das últimas horas da vida de Jesus, da última ceia até a sua morte na cruz, quando seu sofrimento teria sido uma prova de sua doação total e incondicional para redimir os pecados da humanidade.
Mas os eventos da Semana Santa rememoram outros acontecimentos importantes em torno da paixão de Cristo. Eles começam no domingo de Ramos que relembra a chegada de Jesus a Jerusalém, na semana da Páscoa judaica.
Para receber Jesus, que vinha da Galiléia, o povo teria cortado ramos de árvores e folhas de palmeiras para forrar o chão onde ele teria passado montado num jumento. Também segurando folhas de palmeiras, parte da população de Jerusalém o teria saudado como rei dos judeus, filho do rei Davi e messias. Tal recepção teria feito com que sacerdotes e autoridades locais vissem em Jesus uma ameaça ao seu poder. Nesse mesmo domingo, ao chegar ao Templo Sagrado, Jesus teria se indignado com a presença de mercadores no local. A semana da Páscoa judaica levava milhares de pessoas a Jerusalém e ao Templo, onde faziam suas oferendas e rituais junto aos altares sagrados. Era uma oportunidade de ouro para os mercadores fazerem seus negócios. Mas Jesus os teria considerado profanadores e procurou afastá-los dali. A Semana Santa, que começa com o domingo de Ramos e tem na Sexta-Feira Santa a celebração da paixão de Cristo, encerra-se com o domingo de Páscoa, que relembra o que teria sido a ressurreição e Jesus Cristo."
Como fundo do blog, escolhi as "Pessankas" em homenagem á minha amiga Ana Maria, uma ucraniana nata.
 

04 março 2013

Hoje eu sou o Girassol

Hoje eu sou o Girassol.
Hoje, deixo de ser madeira dura, para ser girassol.
Hoje, permito virar-me na direção que estiver.
Hoje, permito mover-me em silêncio e oração.
Hoje, agradeço, com fervor e coragem, a tudo que me deste, a tudo que me ensinaste.
Hoje, torno-te minha estrela maior, meu Sol.
Por hoje, por ontem, por sempre.
Hoje eu sol Girassol, e voce é o meu Sol.

08 fevereiro 2013

QUE VENHA O CARNAVAL

Para quem contava os dias, em "Contagem Regressiva" por Carnaval, Mamãe deve estar em festa.
Somos de tradição de carnaval, lembro de pular matine no Clube União Recreativo, em Sorocaba.
 Lembro-me ainda melhor de um carnaval em especifico que a Gostosura me fantasiou de baiana.  Era uma roupa dourada muito bonita.
Sempre tinha uma fantasia divertida, uma máscara ou até mesmo, nos últimos anos, os abadas dos blocos de rua de Sorocaba.
Isso mesmo, temos carnaval de rua em Sorocaba.
Começou pequeno, mas agora já é uma grande atração.
E "bora" que nós ficávamos no gargarejo, só esperando o bloco sair.
Mamãe tinha um pique de dar inveja, colocava sua sandalinha, e "atras do trio elétrico só não vai quem já morreu"...ia na maior empolgação até o finalzinho.
E eu, a mais lerda do mundo, depois de toda a folia, ganhava massagens nas pernas, porque a dor do dia seguinte já se anunciava.
Era uma delicia que só.
Mas, desde que Gostosura se anunciou enferma, nem o tempo bom tem ajudado muito o carnaval por aqui, nos ultimos anos tem chovido quase todos os dias.
Mas, como ela simplesmente passou esse amor gigante para nós, esse ano com chuva ou não, já convoquei minha companheira de bloco 'Gi" e vamos nós, "Atras do trio elétrico lá lá", muitas lágrimas vão rolar, mas que nós vamos nos divertir, ah, vamos sim...
Aproveitem o carnaval para curtir seus amores, sua família, tudo.
Os carnavais que vivi foram algumas das mais felizes e maravilhosas experiencias que vivi..
Bem vindo CARNAVAL, minha Colombina preferida me deixou, mas como Peirrot que sou, vou cantar até o dia clarear.
Bom Carnaval.


05 fevereiro 2013

HOJE O CÉU É DELA

Não é atoa que nossa querida Gostosura deve estar em um lugar lindo "dimais".
Hoje por aqui, deixaremos a tristeza de lado, e levantaremos nossos pensamentos em direção a evolução do seu espirito.
FELIZ ANIVERSÁRIO MUTTER.

Por aqui, foi um "ARA ARA"  de ser humano, suas festas, inesquecíveis.
Por aí deve estar um cheiro de festa no ar
Deve ter feito, contagem regressiva para mais um aniversário, eu fiz.
Hoje, desnudo seu blog do luto e o visto de balões, cheiro de bolo e docinho.
Tento trazer pra ele, um pouquinho da sua alegria quando se tratava de festas.
Já preparei a garganta e as palmas para cantarmos juntas todas as nossas várias versões do "Parabéns para você", diversão garantida.
Já tá no Cd suas músicas preferidas, e como não podia faltar, o Fábio Jr está na lista.
Querida, que esteja em paz e tranquilidade, você faz uma falta do "CARALHO", posso até ver sua carinha me repreendendo pelo palavrão, mas essa é a mais pura verdade, faz falta sim senhora.
Espero que os dias por aí sejam de muita alegria, porque por aqui, eternamente o dia 05/02 será seu.
Te amo.
Feliz Aniversário.

Cucla - Simplesmente Cucla.

23 janeiro 2013

Tempo

O que diria se não o tivesse como meu amigo, o Tempo.
O que teria, senão ele mesmo como meu remédio, o Tempo.
O Tempo que tudo resolve, que tudo ameniza, que tudo cicatriza.
Coitado do Tempo, responsável por tanto e por tanto Tempo.
E nesse meu Tempo, para eu, ele leva para longe a lembrança que insisto em não perder.
Me poe longe de tempos, toques e afagos.
E mesmo assim, o Tempo, continua meu querido companheiro.
Me pondera, me surpreende e me dá uma nova chance.
Uma chance de entender, que sem ele, o Tempo, nada passa, nada acontece.
E é com esse Tempo, que refaço os planos, fortifico os laços, concentro-me no necessário.
É com esse Tempo, que a razão e o sentido começam a voltar.
Assim como o pó que se espalha no mais leve sopro, tudo volta no lugar.

Cucla - Simplesmente Cucla.

20 dezembro 2012

Abandono

Não existe abandono quando o esquecimento não acontece.
Não existe abandono quando a mente se recorda a todo momento. É redundante, sim, é redundante.
Assim como a saudade que habita meu peito, nesses tempos outrora tão felizes.
Não há infelicidade, há saudade.
Não há inspiração para as linhas, mas há inspiração para o dia a dia.
Passos de bebe, um dia de cada vez.
Compreensão.
Dentro em breve, uma nova cara, uma nova roupa.
Isso tudo sem abandonar a essência "Gostosura de ser".
Volto logo.
Assim que o coração encontrar formas de verbalizar, "linhar" e externar.
Por hora.
Fico aqui com saudade e boas recordações.

Simplesmente Cucla.


29 outubro 2012

Chegadas e partidas - 27/10

Não houve como nessa semana que passou não pensar em "chegadas e partidas".
Em um amor em cada porto, e em cada avião que tive a felicidade de ver levantar voo ou aterrizar.
Faz um ano que minha querida partiu. Hoje vou ser egoísta, ela era minha mesmo...
Partiu de volta ao seu aconchego, deixando para nós bastante saudade.
Partiu nos avisando que ficaria bem e que nós deveríamos fazer o mesmo, ficarmos bem. Cumprimos a promessa, o Bru está bem, o Papai está bem e eu também.
Me bateu uma grande vontade de que essa fosse mais uma de suas partidas, com data e hora para retornar.
Voltava de suas viagens com a mala da memória cheia de boas historias para nos contar.
Dessas viagens nos trouxe muitas vezes mimos das cidades por onde passou.
Em outras oportunidades, nos deixara preocupados, pois curtia tanto ir, que se esquecia de ligar para casa avisando que estava tudo bem.
Ela partiu e nos deixou com um vazio físico gigante, faz uma falta danada cada "ara ara", cada sorriso, cada ralhada que dava conosco.
Falta a sua voz, o cheiro da sua comida, a sua presença sempre iluminada por onde passava.
Gostaria que ela voltasse pelo avião, pelo caminhão, ou pelo busão.
Só dessa vez me permiti querer que ela voltasse.
Ela partiu para cumprir outras histórias e se preparar para uma nova trajetória.
Ela vai voltar, como dizia "Já estou voltando, aquiete seu coração que estou chegando".
Amor eterno

23 outubro 2012

receita de familia - Empadinhas simples


Como tudo que é bom, precisa ser repetido, hoje me deu uma vontade de comer a empadinha que a minha mãe fazia, que estou até com água na boca.
Ainda bem que ela deixou de herança esse acervo maravilhoso de receitas, vamos partilhar:

Abaixo a postagem que ela realmente fez, já tem algum tempo. Oh saudade....


No meu trem de receitas, só tenho carro chefe. Essa receita é um deles. Quando fazia festas para fora, era com essa receita que atendia minha clientela. É sem dúvida a melhor receita que conheço e muito simples de fazer. É só misturar:

1/2 kg de farinha de trigo

100 grs. de margarina

150 grs. de banha

1 ovo

2 gemas

sal a gosto. Esse tanto rende 12 empadas grandes tamanho lanhonete. Forra-se as forminhas sem untar, coloca-se o recheio e cobre-se com outra porção da massa, aberta na mão mesmo. Agora é só pincelar ovo batido e levar a assar em forno quente. O recheio eu gosto mesmo do tradicional refogado de tomate, cebola, folha de louro, ervilha, palmito picado e azeitonas, verdes ou pretas, picadas e cheiro verde. Costumo acrescentar uma colher de sopa de farinha de trigo para dar cremosidade ao recheio. Quente ou fria, essa empadinha é um absurdo.

22 outubro 2012

Por aí

Poa aí a vida tem andado com tanta pressa, que me cabe mais nas 24 horas que em algum tempo, alguém achou que fosse suficiente.
Por aí, ficam as lembranças, constroem-se as histórias e desenham-se as nossas memórias.
Por aí criamos contos, fatos, acasos, amigos.
Por aí, contamos com a força que vem de outro plano para superar as perdas e dar valor ao sorriso, ao abraço, ao amor.
Por aí, esbarramos na vida, com pessoas que nunca mais sairam do nosso peito.
Por aí, encontramos gente feliz, gente sofrida, que espera de nós um pouco de alento para a dor que vai-lhe no peito.
Por aí fazemos parcerias, criamos vidas, criamos particulas.
Por aí inventamos segredos e guardamos memórias.
Memórias felizes de um tempo bom que se foi e abriu espaço para outro tempo bom.
Por aí, aprendemos que o anoitecer e o escurecer não surgiram por acaso, são nossas valvulas de escape para termos coragem de começar tudo outra vez.
Por aí, estaremos sempre aqui.

25 setembro 2012

Oh saudade....


Saudade, oh sentimento bom da conta.
Como dizia minha querida Gostosura.
Saudade é para quem tem amor no peito e tem amigos do lado de dentro dele.
Saudade é para aquelas coisas que não se vão como o tempo, nem com ele.
Saudade as vezes aperta tanto que até dói.
Mas quem não tem saudade, não sabe que saudade é sinônimo do amor que fica.
Se ficou, é porque deixou saudade, se foi embora e não deixou nada, é porque não foi importante.
Tenha amor.
Tenha Saudade.

14 setembro 2012

Saudade é o amor que fica....e tenho certeza de que em breve ela voltará, já me contou em sonhos, agora é só aguardar e esperar...ela vai voltar...

12 setembro 2012

Julgamento

Você me julgou, e eu também lhe julguei.
Usei as pessoas ao meu redor para que isso acontecesse.
Não tive coragem de assumir que não concordava com seus atos.
Não fui sincero em dizer-lhe isso face a face.
Usei o outro.
Usei frases de efeito moral.
Coloquei-as de forma que se sentisse culpado com relação ao que fez.
Me imaginei puro e inatingível.
Dessa forma, tornei-me fio condutor da justiça.
Como não fui eu que lhe disse, não fui eu quem fiz.
Mas fui eu sim, quem pensou, articulou e até lhe fez chorar.
Todos somos condutores de pensamentos e ações.
Todos somos responsáveis pelas energias que cercam a nós e as pessoas com as quais envolvemos nossos pensamentos.
Sim, eu te julguei.
E agora, estou me julgando.
Isso eu posso, posso julgar-me.
Perdoe-me por ter lhe feito sentir a moralidade do mundo.
Perdoe-me ter feito com que as pessoas na rua apontassem você.
Perdoe-me se em muitas e em outras tantas circunstâncias, se sentiu o ultimo dos últimos.
Também já me senti assim.
E agora, que tomo consciência desse sentimento, não prometo, mas posso tentar.
Tentar não te julgar.
Perdoe-me

31 agosto 2012

Doce encontro

Em um dos textos mara de "Martha Medeiros", ela diz que depois que as pessoas morrem, nós nos encontramos nos sonhos para matar a saudade.
E isso é bem verdade.
Essa semana encontrei-me com a Gostosura.
Estava com saudade dela.
Estávamos em uma lanchonete, e ela chegou apressada.
Vinha de um lugar frio, pois estava com uma toca de pelos igual a que fez para mim e muito bem agasalhada.
Estava corada, mais gordinha, acho que não anda fazendo suas dietas, já não precisa mais delas, não é!
Muito corada, devia estar ansiosa pelo nosso encontro e deve ter andado a passos rápidos, como era de seu feitio.
Deixou sua bolsa sob a mesa e me deu um abraço longo e caloroso.
Não nos víamos a 10 meses.
Me contou que está muito bem e pediu as novidades.
O tempo foi curto, despediu-se apressada e disse que volta logo. Saiu correndo novamente, acho que estava indo visitar mais alguém.
O sonho acabou.
Despertei com o beijo de despedida do marido rumo ao trabalho.
Fiquei com a sensação daquele abraço, levantei-me feliz
Tomara que ela traga novidades em breve.
No meu sonho, ela estava usando tudo isso só que marrom.
Rs
Bom final de semana para todo mundo

Cucla.

29 agosto 2012

Ausência da Gostosura nesse mundo

Queridos, antes de mais anda, quero agradecer a todas as pessoas que continuam passando por aqui para conhecer, rever ou até mesmo para buscar informações culinárias.
Quero agradecer também a todo carinho que diariamente recebo de todas as respostas para as postagens que escrevo.
O Gostosura sem Travessuras continua fazendo sucesso e conquistando novos seguidores, mesmo depois da partida de Mamãe desse plano para o mundo espiritual.
E antes que alguém bloqueie o Gostosura, quero esclarecer que Mamãe me deixou esse blog de herança e irei mantê-lo enquanto puder.
Meu nome é Tatiana Cavazim, ou Cucla, que é como Mamãe me chamava e muitos me conhecem por aqui.
Só que as vezes esqueço de assinar o meu nome no final das publicações, me desculpem.
Quem quiser me conhecer melhor, os meus blogs são:

www.simplesmentecucla.blogspot.com.br
www.falofemaleboutique.blogspot.com.br

Tomara que muito mais pessoas conheçam a história dessa mulher maravilhosa que foi a Welze.
Eu tive o grato prazer de viver com ela por 30 anos.
E vocês terão o prazer de conhecer e eternizar a mais doce escritora que já tive a oportunidade de ler.
Ela realmente escrevia lindamente.
Lindo Dia para vcs.

CuCla

28 agosto 2012

Tranquilidade

Tranquilidade é uma coisa que realmente não tenho na vida.
Não sei ficar tranquila, não sei ficar parada, mas sei o que é ter paz de espirito.
Fico em paz quando os meus estão bem e isso se reflete muito bem quando o meu telefone não toca. Significa que está cada um tocando a sua vida e seguindo seu caminho.
Não sei ficar tranquila porque sempre estou arrumando uma porção de coisas para fazer. Atualmente:

Dois empregos
Três blog
Um marido
Um cachorro.
Uma porção de amigos
Minha família, pai, irmão...que ainda piso na bola e não consigo ver todos os dias.
Quem dirá os primos, tios e tias, mas ainda bem que todo mundo sabe que eu amo eles demais da conta, não é?!

Ainda bem que as duas ultimas opções são somente um, senão, estaria P E R D I D A.
Estou cada vez mais no eixo do meu universo. Ainda bem.
Estou fazendo coisas que me dão um mega trabalho, mas que me dão um prazer alem da conta.
Tranquilidade?! Para que?
Adoro essa loucura toda, mesmo que em virtude dela eu apareça aqui de vez enquanto, e quase nunca apareça no blog das queridas e dos queridos.
Pode deixar, já anotei na agenda, e se o computador ou a internet não falhar, essa semana eu não falho, vou tentar visitar a maioria, e se alguém ficar de fora, é só vir me dar um puxão de orelha como dei na Mi outro dia.
Bjinho para todos e bora para casa ler todos os 05 livros novos.

21 agosto 2012

Quando a tristeza dá lugar para a saudade

Quando a tristeza dá lugar para a saudade, o sentimento que bate vem com um cheirinho tão gostoso.
As vezes essa saudade arts umas lágrimas, mas não mais de dor, e sim saudade do amor que se foi.
Foi para um lugar invisível aos olhos, mas sensível ao coração.
Aquela sensação de "será que ela estaria de acordo", ou "ela não gostou do que fiz", vai perdurar para sempre.
A saudade é quase uma oração, em forma de sentimento.
E acredito que em seus novos afazeres, esteja ficando feliz em como estamos conduzindo as coisas que ela nos deixou como legado.
Saudade sim, tristeza não.
E que a gente se encontre pelo caminho dos sonhos.
A alegria volta a ser nossa morada.
A vida volta a ter cor.


07 agosto 2012

Desgarrando do ninho

Todo mundo sempre dizia que mamãe era um sargento.
Pois tínhamos regras e horários para tudo, já devo até ter comentado isso por aqui.
O que ninguém ou quase ninguém percebia, é que justamente essas regras e lições é que nos permitiam aproveitar todo o resto com muita intensidade.
Por exemplo, se íamos em uma festinha de aniversário que fosse na hora do jantar, íamos jantados.
Sabe porque jantados?
Para que pudéssemos brincar a rodo e papai e mamãe ficarem tranquilos.
Tinhamos horário para dormir.
No dia seguinte sempre acordávamos no mesmo horário com aquela corda toda e aproveitando tudo o que a vida tem de melhor.
Cresci meio sargento também, sou chegada numa regra, que quem vive comigo passa um cortado, rs... 
Já que tenho que fazer, prefiro me organizar e fazer logo, para que no meio do "melhor da festa", eu não precise parar de brincar.
Estou tentando sair um pouco do trilho, sair um pouco da linha.
Nesse final de semana, desgarrei do ninho, arrumei minha mala, sai por aí com o maridão para um cantinho só nosso.
Deixei as regras em casa, e só avisei para quem me ligou.
Viajamos a toa, comemos besteira, dormimos a hora que deu vontade.
Desgarramos no ninho para que consigamos aproveitar melhor a festa, pois o meu quartel particular estava ficando muito chato, coisa que o da mamãe nunca foi.
Vou continuar com as minhas regrinhas, até meu chefe me chama de sargento.
Mas vou gozar mais a vida, mesmo que para isso eu precise sair um pouco do foco e mudar o meu foco.
Mamãe gerenciava tudo com uma maestria que só.
Ainda hei de aprender.



02 agosto 2012

Nem tudo a gente compartilha - Pense a respeito

Hoje resolvi escrever sobre uma opinião muito particular.
Eu não gosto da forma como algumas pessoas manifestam sua opinião contraria a um determinado assunto. Exemplo:
"Diga não ao massacre de animais" - e associa uma foto onde o animal está destroçado.
"Diga não ao cigarro" - e associa fotos de fumantes.
Entre outras barbaridades e afins.
Poxa vida, se não gosta, não compactua, não divide com o mundo. 
Porque os mórbidos que sã adeptos ao "faça" tem seu objetivo alcançado cada vez que essa imagem é compartilhada. Não interessa o texto, a imagem está ali, nua e crua.
Um assunto que já tem tempo que vem me incomodando, é sobre o Câncer, claro né.. 
E o incomodo não ter nada a ver com negação, tem a ver com memória mesmo.
Rola no face uma mensagem que pede para compartilhar sobre se você conhece ou perdeu alguma pessoa muito importante em função de qualquer tipo de câncer...
Acredito que para os que perderam alguém, como eu, essa mensagem não  traz conforto, e sim tristeza.


Não é nenhum pouco confortante.


Somente traz a lembrança do tempo de dor que essa luta nos causou...
É como se publicássemos uma foto dela muito doente, pois é essa imagem que vem na mente quando leio alguma coisa nesse sentido.
Prefiro lembrar de minha mãe da forma que ela era, linda, feliz, saudável.
Ficou a saudade que é abrandada com as fotos lindas que temos dela.
Sei que nem todos farão isso, mas tenho certeza que alguns pensaram a respeito...




30 julho 2012

Até o Bonitão está na net

Pois é, com as muitas mudanças que sucederam nos últimos tempos, não tinha mais como não usar a net como recurso de comunicação entre nós.
Bruninho está em Curitiba, eu trabalhando cada vez mais, e o Papai ou "Bonitão", desbravando sua nova rotina de vida viajando por aí.
E falar só por telefone, fica caro para burro.
E não é que, até ele se rendeu ao Face...ahahaha...Ele que sempre ficava tirando onda com a gente quando ficávamos muito tempo no computador, também está agora por aqui.
As coisas estão se acomodando, o tempo passando, a dor sumindo e a saudade gostosa se manifestando.
Não abandonei esse cantinho não, só ando meio atolada de idéias para a minha nova empreitada...
Falo Female Boutique.
É uma boutique de produtos sensuais e sex toys, mas que o cliente não precisa ir até ela, eu vou até o cliente.
Era uma idéia bem antiga, que saiu do papel e está tomando forma finalmente.
Essa nova história está tomando um tempo danado, mas, estou curtindo.
Quem sabe um dia não dá para bancar a vida e virar empresaria de vez né..
Quem quiser falar com o Bonitão e saber mais detalhes sobre ele, acesse: Sergio Correa no Face...
Vão encontrar um homem bem "Bonitão", curtindo a vida com seu motão.
Boa Semana para todo mundo

20 julho 2012

Falo Female Boutique


Olá queridos, no post anterior, Voe  http://www.simplesmentecucla.blogspot.com.br/2012/07/voe.html, estava me preparando para agir.
Pois é, resolvi ligar as turbinas do meu teco-teco e colocar ele na pista.
Garanto que mandei ele para um ótimo mecânico, lá em Curitiba (meu irmão querido), e usei um bom combustível, acho que vai decolar bonitinho.  Já está na pista com o motor ligado, chama-se Falo Female Boutique (http://falofemaleboutique.blogspot.com.br)
Estou com aquele friozinho na barriga.
Isso acontece com toda mudança que a gente se propõe e dessa vez não será diferente.
Há alguns anos, quando preparava meu casamento, meu noivorido e eu, não queríamos ficar sem grana, já que casamento, por menor que seja, desprende uma verba daquelas.
Encontramos uma forma de preservar nossos salários, conseguir ter uma festinha legal e viajar em lua-de-mel. Ah e mobiliar um pouquinho da nossa casa, já que nossos pais nos deram um bela força para começarmos a vida.
Fomos vender produto sensual, isso mesmo, produto sensual, item de sex shop, com o diferencial de ser porta a porta.
Foi uma diversão daquelas.
Conseguimos casar e fazer tudo o que a gente queria, sem torrar os nossos salários.
Mas, com o tempo escasso, acabamos ficando somente com as nossas atividades principais.
Mas, a vontade de lidar com isso  não sumiu não, e foi no inicio de 2012 que retomamos o assunto.
Existem outras pessoas que estão tão engajadas quando nós para que a coisa aconteça, mas como a gente sabe, as vezes precisamos ajustar umas coisinhas aqui e outras acolá.
E cá estamos novamente, ajustando as turbinas e conferindo o clima.
A Falo Female Boutique, tem um conceito diferenciado na abordagem da sensualidade.
Está tudo bem crú ainda, mas, como dizia mamãe, "passos de bebê".
E é com muita vontade que dê certo, sem prejudicar o que já fazemos atualmente que estamos começando pelas redes sociais, blog, face, msn.
Logo, teremos mais noticias.
Conto com vcs.

acessem:

www.falofemaleboutique.blogspot.com

curtir e compartilhar

https://www.facebook.com/pages/Falo-Female-Boutique/387986354601586

18 julho 2012

Certezas que nunca mais terei

Para quem visita e convive com o blog da Gostosura, vou contar um pouco de mim, para que entendam porque "Certezas que nunca mais terei".
Sua vida se misturou na nossa e a nossa se misturou na dela.
Nossas cores se transformaram em novos tons, e a dela se tornaram matizes diversas.
Sou o pedacinho que ficou com o vermelho.
Forte, grande, cheia.
Cresci assim, forte, grande, cheia.
Forte para ir onde quisesse.
Grande para conquistar o mundo.
Cheia de auto confiança.
Bem dona de mim.
Vermelho as vezes gritante, daqueles que refletem ardido, ela me acarinhava e pedia que eu baixasse o tom.
Vermelho as vezes queimado, precisando de um lustre, lá vinha ela mais uma vez, fazendo o brilho voltar.
Eu, brava, briguenta, segura.
A segurança para todo o resto, quando queria me abandonar, me fazia deitar a cabeça no colo dela e ouvir suas histórias, pedir seus conselhos.
A segurança voltava, e lá ia eu toda toda brigando com o mundo outra vez.
Brigando por justiça, brigando por meu espaço, brigando pelos meus.
É, toda fortaleza, tem sua ancora.
Todo barco tem seu porto.
Era nela que ficavam as minhas aspirações, as minhas dúvidas, a direção de meus novos passos.
Sempre começava assim:
_Mãe, o que você acha de tal coisa?"
_Mãe, se eu fizer tal coisa, você me apoia?
E era lá mesmo que todas as minhas dúvidas se dissipavam.
Lá mesmo o tempo clareava, e o que eu não via, se tornava claro como o sol.
Era lá que a confiança e a determinação se uniam e me fortificavam.
Hoje os passos são frágeis.
Hoje os caminhos são novos.
Mas continuo perguntando:
_ Mãe será que estou no caminho certo, tomando as atitudes corretas, dizendo as palavras certas?
As vezes sinto soprar no vento a sua concordância, ou sua desaprovação.
Preciso prestar mais atenção ao intangível, ao impalpável, ao invisível.
Me acostumar.
Por hora, tudo o que eu faço são certezas que nunca mais terei.
Por hora, somente por hora.





03 julho 2012

Lembranças - Marreca

Sempre que ando por aí lendo as historias que nossas amigas contam de seus tempos de meninas, fica  quase impossível não lembrar das que minha Gostosura contava...
Escutei muitas vezes as mesmas histórias, mas não sei como, ela conseguia sempre me deixar de ouvidos bem abertos, principalmente quando juntava-se com suas manas.
Entre tantas, tenho as minhas preferidas.
Hoje lembrei dessa:
A da sua Marreca Quém Quém.
Isso mesmo, mamãe tinha uma marreca de estimação, e uma tartaruga.
Mamãe contava que sua marreca era como se fosse da família, ficava sempre andando pela casa, e até escada subia, pois o banheiro ficava no andar de cima.
Sim, a Quém Quém, tomava banho de banheira com a tartaruga...mamãe brincava de fazer sua amiguinha Quém Quém passar por debaixo da tartaruga, que eu não lembro o nome.
Depois desse banho gostoso iam todas se arrumar.
A marreca era seca com secador, e a tartaruga ganhava em seus quadradinhos esmalte. Ficavam lindas que só.
Mamãe sempre falava com muito amor de sua histórias de infância.
Na próxima vou contar do "grande urso" que ficava na loja....
Boas Lembranças

20 junho 2012

A difícil arte da convivência

"Não é preciso nenhum esforço para perceber o quanto é difícil viver de forma harmoniosa. Parece que o tempo todo somos testados para sair do prumo, para dizer verdades, cair na culpa, ou chorar no silêncio. E apesar desse tipo de comportamento ser mais observado em nós, mulheres, os homens também não escapam desse aprendizado.

Trabalhando com pessoas e espiritualidade a vida inteira, percebo que mais difícil do que se conectar com Deus é vê-Lo no semelhante, e quanto mais próxima essa pessoa for, quase sempre é ainda mais difícil. Porque quando nos conectamos com Deus precisamos nos abrir, deixar fluir sua Luz, receber e aceitar aquilo que nos acontecer com alegria, porque será aquilo que vamos ter...

Para falar a verdade, tenho que confidenciar que nunca fui muito de aceitar as coisas do jeito que elas são. Sempre lutei, tentei melhorar, arrumar, entender, tudo isso que a gente costuma fazer para se dar bem com as pessoas, mas com Deus o negócio é diferente, porque não terá aquela vez que Ele, o Todo-Poderoso terá que ceder aos nossos caprichos.

No caso da nossa relação com Deus, sempre nos restará aceitar o que nos couber, porque a palavra final é Dele e sempre será. Agora, nos relacionamentos, não lidamos com almas puras, iluminadas que querem apenas o nosso bem. Lidamos com pessoas com caprichos, com mágoas guardadas, com histórias de vida, às vezes, completamente diferente das nossas.
E o que fazer? Que língua falar com esta pessoa que está no nosso caminho, e com a qual precisamos nos relacionar, se não com amor, pelo menos de uma forma gentil, delicada?

Costuma ser nesse momento de impasse que as pessoas me procuram para entender do passado. Nessas horas em que já tentaram de tudo e não conseguiram alcançar seus intentos e geralmente acabo compartilhando boas e más notícias. As boas é que sempre podemos nos libertar do passado, de relacionamentos kármicos, de pessoas e situações pesadas que carregamos, e as más se referem a aceitar certos aprendizados que fazem parte da evolução, e compreender que não mudamos as pessoas.

Isso tudo pode parecer lógico para alguns e, no mínimo, irritante para tantos outros, mas ainda que não gostemos, teremos que aceitar o fato de que a felicidade na nossa vida depende de nós e não de circunstâncias externas, e que lidar com a vida poderá ser mais leve se relevarmos muitas coisas.

Percebi que pessoas tristes, emocionalmente pesadas, costumam carregar muitas mágoas e muitas esperanças frustradas, algumas que de fato poderiam ter dado certo, e outras em que nunca tiveram muita chance, porém, o desapego nem sempre é natural como poderia ser.

Os mentores ensinam que conviver em família, no amor e mesmo no trabalho, é o buril da nossa evolução. E justamente por isso tende a ser o maior desafio na vida das pessoas. Porque conviver significa colocar em prática tudo aquilo que fomos, desde a infância, convidados a aprender, como o respeito aos pais, às pessoas mais velhas, doentes, e mesmo amigos e familiares em maus momentos. Precisamos respeitar as pessoas e quando percebemos que seremos respeitados -mas que o outro não tem a sabedoria de nos tratar como merecemos-, o único caminho é se afastar, se não fisicamente (porque nem sempre isso é possível), saibamos ao menos observar quem é a pessoa e o que ela poderá nos oferecer...

Conviver é também sinônimo de sabedoria, de treino de amor que oferecemos ao outro e a nós mesmos. Porque não há como amar alguém sem se aperceber de oferecer primeiro amor a nós mesmos, e que se agirmos assim com mais auto-estima, com certeza, não nos magoaremos com tanta facilidade. Mas, se no caminho da vida surgirem as inevitáveis frustrações, não podemos esquecer que esta existência é um exercício para o nosso espírito que é eterno e muito maior que os nossos altos e baixos. E é por isso que, constantemente, vamos e voltamos para Deus, porque é Ele que sempre pode nos ajudar a viver com mais amor e mais luz. Ele é o nosso mais fiel amor e companheiro, ainda que não faça sempre o nosso gosto."




Maria Silvia Orlovas
STUM - Somos Todos Um


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-dificil-arte-da-convivencia/#ixzz1yLMb7OD7

18 junho 2012

Imagens do coração - Colcha de Lembranças

Já tem um tempo que venho pensando em fazer uma colcha de lembranças.
Assim como escrever livro, um não, alguns.
Montar uma empresa.
Mas minhas ideias tem ficado anotadinhas no papel e quando cismo mão, garro uma para desenvolver.
Voltei a pensar na colcha.
Dei uma de louca, fui em uma loja especializada em tecidos para patchwork, comprei vários tecidos, e a moça que me atendeu foi tão boa, ou eu que sou uma consumista nata, sai de lá com tecido, linha, mesa de corte, cortador...rsrsrs...Um kit completo.
Logo, preciso tirar realmente a colcha do papel, senão o marido me mata né...
Vou aprender a fazer esses "paninhos lindos"
Mas é  grande a vergonha  de que eu não entendo nada de medida, nem de calculo de medida, para mim é tudo igual, largura, altura, comprimento...rsrs...que absurdo, não é...
Ainda bem que conto com algumas queridas nessa missão.
Mas uma das etapas, que não cabe ajuda de ninguém, é escolher as fotos, essa parte quero fazer sozinha lembrando de cada historia que cada uma dessas imagens tem, e olha que de minha família,  e amigos tenho muitas fotos mesmo.
Por aqui, algumas das preferidas, que provavelmente estarão aquecendo as minhas pernas no próximo inverno,  e quem sabe, até lá, estarei terminando um dos meus livros... Ou fazendo o balancete da minha empresa.
















15 junho 2012

O presente de hoje

Hoje temos a oportunidade de ganhar presentes de muitas formas e uma delas é a virtual.
O presente de hoje para mim foi um texto maravilhoso que faço questão de partilhar com vcs.
Ótimo final de semana para todos nós.

O Abraço

Minha amiga trabalha em um brechó de um hospitAl com voluntária
Certo dia adentrou na loja uma certa senhora bastante obesa, e de cara
a minha amiga pensou que não tinha nada na loja na numeração dela. Se
sentiu apreensiva e constrangida naquela situação, vendo a senhora
percorrer as araras em busca de algo que minha amiga sabia que ela não
... encontraria.
Ficou angustiada, porque não queria que a senhora se sentisse mal pelo
tamanho das peças de roupas, se sentindo excluída e fazendo a questão
sobre o seu sobrepeso vir à tona de forma implícita.
Naquele momento minha amiga orou a Deus e pediu que lhe desse
sabedoria para conduzir a situação evitando que a cliente se sentisse
excluída ou humilhada na sua autoestima.
Foi quando o esperado aconteceu. A senhora se dirigiu à minha amiga e
disse tristinha:
“É.. não tem nada grande, não é?
E a minha amiga, sem até aquele momento saber o que diria,
simplesmente abriu os braços de uma ponta a outra e lhe respondeu:
“Quem disse??? Claro que tem!! Olha só o tamanho desse abraço! - E a
abraçou com muito carinho.
A senhora então se entregou àquele abraço acolhedor e deixou-se tomar
pelas lágrimas exclamando:
“Há quanto tempo que ninguém me dava um abraço.”
E chorando, tal qual uma criança a procura de um colo, lhe disse:
“Não encontrei o que vim buscar, mas encontrei muito mais do que procurava".
E naquele momento, através dos braços calorosos de minha amiga, Deus
afagou a alma daquela criatura, tão carente de amor e de carinho.
Quantas almas não se encontram também tão necessitadas de um simples
abraço, de uma palavra de carinho, de um gesto de amor.
Será que dentro de nós, se procurarmos no nosso baú, lá nas
prateleiras da nossa alma, no estoque do nosso coração, também não
acharemos algo “grande” que sirva para alguém?
(Autor desconhecido)
Ana Bonadia

11 junho 2012

Briga de Energia

Olá queridos, como passaram o feriado?!
Aqui em Sorocity até que enfim o frio chegou, então, vamos aproveitar para assitir um milhão de filmes e séries.
Mas mesmo assim, em alguns dias, criamos coragem, nos encapotamos de roupas e fomos para festas, churrascos e mais festas...
Foi uma delicia.
Hoje dia de colocar a casa em dia, pensar nas coisas.
Tive o prazer de receber um presente, quero dividir com vc.
Leio sempre o site www.forumespirita.net, e hoje aprendi mais um pouquinho sobre Briga de Energia.
Segue o texto.

Por que você espera tanto dos outros?
Por que dá tanta importância para o que eles dizem? Não ligue.
As pessoas fecham a cara hoje e amanhã abrem.

Toda vez que você recebe uma ofensa, o ofensor se sente vitorioso.
Toda vez que você rejeita uma ofensa, a energia volta para a pessoa que a ofendeu.
Ela sofre o impacto da própria energia, se arrepende do que fez e então muda.

A única maneira de se defender nesse mundo é não aceitar nenhum desaforo.
A pessoa fez desaforo? Não estou nem ligando.
Fez-me mal? Pode fazer.
Quis-me mal? Pode querer.

Assim, a gente vai deixando todo o mal lá fora, não aceita nada e não entra nada.
O que acontece?
A energia volta para a pessoa. E, dai a pouco, ela vai se sentir culpada.
Então, se arrepende do que fez e vai pedir desculpas.

Mas se a pessoa é rude e indelicada e a gente se magoa com aquilo, guarda aquela energia, ela se sente vitoriosa.
Na verdade, ela não está querendo ofender, mas exercer seu poder de se sentir superior. Olha para você como inferior a ela, porque você se põe de inferior.

E por que você se sente inferior?
Porque você parece uma lata de lixo que pega toda a porcaria que os outros mandam. Leva a sério tudo quanto é desaforo, tudo quanto é besteira.

Mas se você não pega, dá de ombros e diz:
- É a pessoa que está criando essa energia ruim de antipatia e não vou pegar. Vai ter que engolir o que ela mesma está criando.
Aí, minha filha, tudo muda.

Estou ensinando como se defender da briga de energia, do jogo do poder.
Se você ganhar, tem que ser mais forte que o outro. Senão, você vai perder...


Calunga
(Luiz A. Gasparetto, texto do livro: Um dedinho de prosa.)


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/briga-de-energia/#ixzz1xULAi7xt


Vou tentar guardar só o bom, vamos tentar juntos.
Ótima semana para todo mundo...

06 junho 2012

Mudanças

Textinho óbvio, mas hoje é o que estou sentindo.
Mudanças fazem parte da vida, senão, não tem graça....a gente cresce, cai, levanta, alguns chegam,outros se vão, e dessa forma vamos escrevendo nossa história, que graças a Deus, é muito mais feliz que infeliz, muito mais graciosa, que horrorosa... O tempo nos deu grandes amores, grandes amigos e com tudo isso, uma fantástica vida..
Ótimo feriado para todo mundo....

25 maio 2012

Usando Filtro Solar

Essa é uma das mensagens mais lindas que já ouvi em toda a minha vida.
Para coroar esse final de semana abençoado que se aproxima, vamos todos usar filtro solar.

http://www.youtube.com/watch?v=GAaU_phG_-U


Filtro solar!
Nunca deixem de usar o filtro solar
Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta:
usem o filtro solar!
Os beneficios a longo prazo
Do uso de filtro solar estão provados
E comprovados pela ciência
Já o resto de meus conselhos
Não tem outra base confiável
Além de minha própria experiência errante
Mas agora eu vou compartilhar
Esses conselhos com vocês...
Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude.
Ou, então, esquece...
Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado.
Mas pode crer, daqui a vinte anos você vai evocar as suas fotos
E perceber de um jeito que você nem desconfia, hoje em dia, quantas, tantas alternativas se escaravam a sua frente
E como você realmente tava com tudo encima
Você não tá gordo, ou gorda
Não se preocupe com o futuro.
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação
é tão eficaz quanto mascar chiclete
para tentar resolver uma equação de álgebra.
As encrencas de verdade da sua vida, tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada
E te peguam no ponto fraco às 4 da tarde de um terça-feira muito horrenda
Todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.
Não seja leviano com o coração dos outros.
Não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja.
Às vezes se está por cima,
às vezes por baixo.
A peleja é longa e, no fim,
é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elogios que receber.
Esqueça as ofensas.
Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor.
Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos 22, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio.
Seja cuidadoso com os joelhos.
Você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não.
Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez se divorcie aos 40, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.
Faça o que fizer, não se auto congratule demais, nem seja severo demais com você.
As Suas escolhas tem sempre metade das chances de dar certo, é assim pra todo mundo.
Desfrute de seu corpo, use-o de toda maneira que puder, mesmo!
Não tenha medo do seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele
É o maior instrumento que você jamais vai construir.
Dance! Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto.
Leia as instruções, mesmo que não vá segui-las depois.
Não leia revistas de beleza, elas só vão fazer você se achar feio!
Dedique-se a conhecer os seus pais.
É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.
Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado
e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons.
Esforce-se de verdade pra diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vida.
Porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem
More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de endurecer.
More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.
Viaje.
Aceite certas verdades inescapáveis: os preçoes vão subir, os politicos vão saracutiar, você, também, vai envelhecer.
E quando isso acontecer..
Você vai fantasiar que quando era jovem os preços eram razuáveis,
Os políticos eram decentes
E as crinanças respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos. E não espere que ninguém segure a sua barra.
Talvez você arrume uma boa aponsentadoria privada,
Talvez case com um bom partido, mas não esqueça que um dos dois pode de repente acabar.
Não mexa demais nos cabelos, senão quando você chegar aos 40, vai aparentar 85.
Cuidado com os conselhos que comprar,
mas seja paciente com aqueles que os oferecem.
Conselho é uma forma de nostalgia.
Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo,
repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.
Mas no filtro solar, acredite!




21 maio 2012

Temperando a vida

Olá,
Mamãe era uma devota de temperos diversos, e já deve ter falado muito sobre isso aqui.
Aprendemos a não usar sal, e sempre condimentamos nossas comidas com temperos diversos.
Aprendi a cozinhar tarde, e porque meu marido adora fazê-lo.
Mas, como boa discipula de Mamãe, também não gosto de sal, e estou aprendendo a usar muitos temperos.
Em casa até fizemos uma horta vertical.
Encontrei um site bárbaro para quem gosta de temperos e quer aprender como usá-los
Fiz um apanhado dos temperos que mais gosto:



Orégano
Molhos de tomate, aves, saladas, legumes cozidos, carnes e peixes assados.
Noz-moscada
Purê de batata, abóbora, espinafre, massas, queijos e doces.
.
Pimenta Rosa
 Molhos para medalhões de filé mignon grelhado, mas também fica muito bom com filé de frango e de peixe e no camarão e doces.
Ervas Finas
Levemente picante ideal para molhos, omelete, saladas, carnes e aves.
Ingredientes: salsa, cebolinha, estragão e tomilho.

Manjerona
Carnes e aves, pratos a base de tomate, sopas, saladas, peixe grelhado, ideal para cozimento rápido.
Manjericão
Molho de tomate, pizza, churrasco, lagosta, assados e legumes, molho pesto

Tempero Baiano
Erva Doce
Biscoito, bolos, bolachas, pães, queijos, molhos para salada de fruta em calda, peixes em geral

Melissa
Cravo
Doce e picante, ideal para molhos, conservas, doces, assados.
Canela
Compotas, legumes, pães, bolos, assados.
Alecrim
Ideal para aves ao molho, sopas diversas, frutos do mar, carnes, patês, berinjela, couve-flor, pães e saladas de fruta.

Salsa Desidratada
Canapés, sopas, saladas, molho de ervas, pães, omelete, grelhados e recheios.
Páprica doce
Usada para ornamento colorido em peixes, aves e sopas.
Camomila
Cominho
Sabor forte, usar em pequenas quantidades em pratos com queijo, ovos, batatas, molhos e pães.
Açafrão
Ideal para arroz, paella, rizotos e pães.
Pimenta Calabresa

Pimenta Branca
Sabor suave, ideal principalmente para pratos que não podem ter sua cor alterada. Salgados
Pimenta Siria
Kibe Cru, carnes, aves, esfiha,

Tomilho
Levemente picante ideal para temperar carnes, peixes, aves, pratos com tomate e queijo.
Salvia
Recheio de carnes e aves, marinados, sopas, cremes, queijos, biscoito e chás.
Anis Estrelado
Cozinha Chinesa, carne de porco e pato, aromatização de bebida.,
Gengibre
Quente, doce, picante, ideal para bolos, pães e sopas, molhos, legumes.
Louro
Usar em pequenas quantidades, ideal para molhos e assados.
Mostarda
Sabor picante, Ideal para molhos de saladas, maionese, ovos, queijo.
Chimichurri
Cardamomo
Especial na cozinha indiana, arroz, sopas, picles, cremes. Ótimo no café árabe, e licores
Endro
Indispensável no preparo de peixes, marinados, sopas, queijos, compotas.
Estragão
Sabor marcante, bom pra vinagrete, molho tártaro, frutos do mar, frangos.


 Ótima semana para todos...