19 dezembro 2009

Natal

Passeando pelos meus blogs queridos, já começo a ficar preocupada. O que fazer para a Ceia de Natal? Não, não é pela condição financeira, graças a Deus. Nem por falta de opções. A coisa pega é no número infinito de opções que temos, diante de nosso olhos quando visitamos os blogs. É uma coisa mais deliciosa que outra. É um prato mais criativo que outro. É uma diversidade de ingredientes que nem é bom falar. Tem pra todo bolso, gosto, oportunidade, tempo e sei lá mais que circunstância seja. Ficar sem fazer uma ceia, é que não vai acontecer. O problema é a escolha. Difícil escolher o que será preparado por conta do que será deixado de lado. O problema não é o que fazer e sim o que não fazer. Como não elaborar todos os pratos e receitas que são diariamente colocados ao nosso alcance? Daí vem o problema. Temos que ser duros, chatos, carrascos, mas temos que escolher. Isso para que tenhamos uma ceia, farta sim, mas sem exageros ou desperdícios. É claro que sei que todos tem essa noção, mas me ocorreu isso agora, quando estava para elaborar o cardápio da nossa ceia. Como sempre temos compartilhado a mesa com muitos queridos, cada família trás um prato, ou uma sobremesa, ou uma carne, ou o que desejar. Já sugeri a todos que controlem na quantidade, para que não haja sobras ou desperdícios. Se temos muita opções, então façamos mais Natais. Comemoremos mais a vida, a alegria de estamos juntos, mais dias. Noutros dias, qualquer que seja ele. O que interessa é que estejamos juntos, em paz, com alegria e disposição para a festa, para a farra. Aí a comilança é uma consequência e não o item principal. Então teremos muitas oportunidades de demonstrar ao nossos comensais, nossos dotes de cozinheiras e anfitriãs maravilhosas que todas somos.

7 comentários:

Vice disse...

Welze, aqui tbm reunimos com uma parte dos parentes, e cada família traz um prato.
Passamos 3 dias comendo aquilo rsrs, porque não acaba de tanta comida que fazemos. Este ano vou seguir seu conselho vou falar com todos para não trazer tanta coisa e em grande quantidade para nao sobrar, tanta gente passando fome né. Precisamos pensar nisto.
Bjs

Tatiana disse...

Estou de volta!
Esse ano na casa da minha mãe decidimos assim: metade das pessoas trarão os pratos no Natal e a outra metade no Ano Novo, já que passamos todos juntos, assim evita um pouco o exagero...mas realmente é difícil escolher o que fazer!
Bjs

Glorinha Leão disse...

Oi amoreco! Também não sei o que fazer! Já estou enjoada de peito de peru, tender e essas coisas que fazemos todos os anos...ainda não decidi...até o dia resolvo...Tem alguma sugestão gostosa.?
Beijos

Renata disse...

E uma loucura mesmo...eu fico doidinha pra fazer um pouco de tudo que eu vejo pelos blogs...mas haja comilanca...mas o que sera mais importante mesmo e reunir a familia e estarmos juntos nessa refeicao tao simbolica!
Um grande abraco pra vc, bom domingo!

Carmencita disse...

É verdade ficamos numa sinuca do que fazer com tantas opções, mas temos que ser criteriosos na escolha de pratos que agradem a todos e sem desperdício, uma coisa é certa no impulso de fazer coisas diferentes, fazemos mais do que necessário, e fica o resto da semana tentando dar um jeito em sobras, que vira torta, e outros pratos.Já dei o toque pro meu pessoal, afinal a finalidade é fraternidade, nos reunirmos e comemoramos, o espírito do natal.E Natal deveria ser todo dia, e comilancia consequencia você
ê está certíssima.Bjss

ameixa seca disse...

Concordo, façamos mais Natais durante os próximos 365 dias :) Aqui é o bacalhau, as rabanadas recheadas, bolo raínha e pouco mais!
Feliz Natal e óptimo 2010 :)

Lira disse...

Welze passei para desejar que tenhas um Feliz Natal com toda família á sua volta...
beijos