07 janeiro 2010

sou como sou...

NÃO ME ARREBENTO, FAÇO TUDO NUMA MUITO BOA!!!

Lendo os blogs por aí afora, tenho me deparado com uma situação meio que cômica até. A gastura e ojeriza que muitas pessoas tem dos trabalhos domésticos. Acho meio estranho, porque pra mim, é tão normal fazê-los que nem encaro isso como uma tortura, como tenho sentido ser para muuuuuita gente. É claro que gosto de passear, de viajar, vou pra todo encontro de moto que posso, sendo longe ou perto, faço minhas visitas, minhas compras, minhas caminhadas, recebo amigos em casa, tudo isso sem deixar de cuidar dela. Agora não trabalho fora, mas sempre trabalhei e de igual modo, já nessa época, cuidava da minha casa. Sempre tive a ajuda do bonitão e das crianças. Podia contar com eles, coisa que agora, ficou mais difícil, mas por outro lado, agora, minhas ocupações são todas em casa mesmo. É na minha casa que revendo produtos AVON, é em casa que faço bolos para alguns fiéis consumidores, é em casa que exerço minha atividade de contadora e de nutricionista técnica. Acho tempo para tudo. É claro que não subo os degraus da Igreja, maravilhosa Igreja da Penha, de joelhos, por uma faxina. É claro que não deixo de passear nem tomar minhas cervejinhas geladas com o bonitão, por causa de uma faxina, é claro que não deixo de acompanhar meu bonitão à uma viagem inesperada, por estar fazendo faxina. Largo tudo de uma maneira que a casa não venha abaixo, e vou lépida e faceira passear com ele. Então, é por isso que me incomoda e me entristece saber que tanta gente reclama dos afazeres domésticos. Eu os faço por mim, para mim, porque gosto.. Faço à minha maneira, ao meu tempo, quando acho que preciso. Sem neuras, nem sacrifícios. Adoro ver minha casa brilhando, cheirosa, gosto de pisar no chão que ate´assobia de tão limpo, amo trocar as flores, acender incenso, colocar roupa de cama limpinha e cheirosa. Gosto de tudo isso. Que pena se alguém acha que tudo isso só tem o lado do esfrega, esfrega, puxa, empurra, lava, seca. Não vejo assim. Já começo sempre meus dias, de faxina ou não com música que gosto tocando em alto e bom som. O resto, vai fluindo normalmente. Simples assim.

6 comentários:

ELIANE VILELA disse...

... eu gosto tbm de deixar minha casa organizada mas confesso q p mim ta sendo muito dificil conciliar c/ o trabalho, estava agora pouco procurando dicas para dividir melhor o tempo na arrumação de maneira q fique organizado , achei dicas ótimas, e a de fazer uma lista p cada dia os afazeres básicos e os de faxina mesmo... acho q vai ficar mais facil p mim... vamos ver se vai dar certo ...


bjus e boa quinta p vc

Eliana Pessoa disse...

welse penso igual a vc trabalho fora ,passeio,fico na net enfim faço tudo isso é muito mais e ainda cuido do meu cantinho,ñ gosto de poeira nem de nimguem fuçando minhas coisas! deixa que eu mesmo fuço e nem por isso tó morta!
bjim

Leci Irene disse...

Então menina: cheia de atividades e ainda contadora? Tá louca! eheheeh qdo eu parar de trabalhar vou só cuidar da casa!!!!! Quer dizer: não sou chegada em passar roupa!!!!! ehehe

Fla disse...

Olha eu também não morro de amores por fazer uma faxina, mas confesso que prefiro minha casa bem limpinha do que suja, então encaro isso na boa.
=)
Beijos

Anônimo disse...

Adorei, adorei...

ELIZABETE disse...

Olá! Eu gosto de cuidar da minha casa,mas confeço que a rotina diária da dona de casa me deixa as vezes sem motivaçao e para isso faço uma listas das tarefas do dia e tento fazer todas para nao acumular para outro dia, uma coisa também que faço é comprar um produto novo de limpesa e na anciedade de esperimentar aquele produto saio limpando tudo.
Quero te convidar para seguir o meu blog!
bjos!