29 setembro 2010

OUVI POR AÍ!

Como sempre falo, a gente ouve cada uma que vale por duas ou mais.
Uns dias atrás, fui na Lojas Americanas comprar algumas coisinhas para casa e vi que DVD de alguns conjuntos de rock dos quais sou fã estavam com preço bons. Resolvi comprar dois. Chegando em casa fui logo vendo e percebi que os dois não estavam bons. Um estava com o som extremamente baixo. Nem no volume máximo conseguia ouvir como gosto. No outro estava estava faltando justo a faixa que me levou a fazer a compra. Mas não me incomodei muito, pensei, talvez não tenha observado antes de comprar e o preço reduzido, mas não muito, seria por esse motivo. Passados alguns dias voltei na mesma loja para novas comprinhas e o rapaz do caixa me ofereceu os tais DVDs que na hora recusei e expliquei o motivo. Ele me orientou a levá-los na loja para efetuar troca, pois não deveriam ter defeito algum. Novos dias se passaram e na primeira oportunidade voltei a loja com os DVDs e nota fiscal. Tinham ao todo se passado desde a compra, 5 dias úteis. Procurei pelo funcionário que me orientou sobre a troca mas não o encontrando perguntei pelo gerente do departamento. Um "MENINO" que usava o crachá de gerente se aproximou e depois que lhe contei o ocorrido me respondeu que não poderia fazer nada pois pela política da loja, DVDs e CDs só poderiam ser trocados até 3 dias depois da compra. Perguntei onde estava afixada essa política e ele me mostrou o lugar. Estava pintada numa parede na altura do teto, na saída da loja. Resignada já saía quando resolvi ler a tal política de troca. Lá constava que ELETROELETRÔNICOS, tinham o prazo de três dias para troca. Voltei, procurei pelo "MENINO" e perguntei se DVD era considerado ELETROELETRÔNICO e ele disse, meio atrapalhado que mais ou menos sim. Sugeri que incluíssem por escrito na política de troca os DVDs e CDs para não haver mais problema, pois não concordava com essa inclusão mais ou menos. Ele me tratou com tamanho pouco caso que lhe perguntei o nome e o número de seu registro ou matrícula. Ele me falou seu nome e percebendo que eu não blefava quando disse que iria procurar seu superior, disse a melhor do dia "-ESPERE UM POUCO ENTÃO QUE EU QUEBRO O SEU GALHO". É mole um negócio desses? Ele quebraria meu galho! Sem sair dos saltinhos baixos que estava usando, lhe disse que não precisava nessa vida, que moleque nenhum me quebrasse galho algum e que ele é que precisaria de alguém para lhe quebrar, não o galho mas a cara, para saber se comportar e como tratar um cliente. Ele ficou da cor do arco íris e com cara de paisagem, me pediu desculpas e disse que fazia questão de efetuar a troca. Disse-lhe que não queria mais os DVDs, pois se levei dois e ambos apresentaram defeitos, alguma coisa mais poderia dar errado e eu não tinha a intenção de voltar aquela loja. Me deu um vale compras que troquei por alguns produtos e quando saía, ele me abordou na porta da loja para novos pedidos de desculpas. Calmamente lhe disse para ter cuidado com as palavras pois, como sempre digo (depois que ouvi num filme), somos donos das que não pronunciamos mas escravos das que falamos. QUEBRAR MEU GALHO, só faltava essa!

5 comentários:

Anônimo disse...

Desculpa, mas senti um pouco de preconceito da sua parte pelo gerente ser JOVEM.

Danieli disse...

Welse querida, acredito que o problema nem tenha sido o rapaz ser jovem, pois modéstia a parte, tenho vinte e poucos anos e lidero uma equipe muito bem obrigada. O problema é que às vezes eles são obrigados a tentar enganar os clientes menos esclarecidos com políticas de troca que são fajutas e pior, ilegais.
Você fez certíssimo em reclamar os seus direitos, pois o Código de Defesa do Consumidor estipula que o prazo mínimo para se reivindicar uma troca é de 30 dias para bens não duráveis e 90 dias para bens duráveis (que eu acredito que seja o caso do DVD). E política de troca nenhuma pode ir contra isso. E mais: de uns tempos para cá, virou obrigação das lojas terem uma cópia do código à disposição de todos os seus clientes. Na próxima que vierem com uma dessas, peça o código e procure pela "Seção IV - Decadência e Prescrição". Contra a lei eles não poderão ir!

GÊ. disse...

Ola

Nossa que azar, eu compro cds e dvds na americanas aos montes e nunca tive problemas.
Ja o problema nao deve ser o gerente jovem e sim a propria politica da empresa.

bjs

JOANA CAMPOS disse...

KKKKK vc é ótima prima!
Não quebra minha cara heim?

Bjs

Joana Campos

Karine disse...

O Welse.. pelo que eu "ouvi dizer".. o cliente tem 7 dias para troca do produto, e nem precisa ser por defeito.. se vc desistir do produto está valendo (nesses 7 dias)
Isso aconteceu conosco na semana passada, meu marido comprou um jogo de video-game e quando foi jogar viu que não era o que ele estava imaginado.. fomos (no mesmo dia) na loja e trocamos por outro.
Eu já estava preparada pra eles dizerem que o azar era nosso mas nos atenderam super bem.. Ficamos surpresos porque o bom atendimento é algo raro nos dias de hoje..

bjos