01 setembro 2010

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

NÃO sou corinthiana. Sou sãopaulinha desde que comecei a gostar de futebol. Mas registro aqui os 100 anos de existência do Corinthians. Do timão, como todos dizem. É sem dúvida uma data e tanto. Uma data a se comemorar. O maior corinthiano que conheci e o mais pacífico, faço questão de deixar claro aqui, foi meu irmão Giga. O meu adorado Wilson. Através dele e por causa dele peguei gosto pelo futebol. Quando ele trabalhava como repórter volante, dentro do campo, fazendo entrevista antes e depois dos jogos para uma importante rádio daqui da cidade, eu não perdia uma oportunidade de acompanhá-lo. Daí me apaixonar por futebol. Nada de fanatismo. Apenas desportista. Ele me mostrou o que era o futebol arte. As belas jogadas. Me levava nas entrevistas onde conheci grandes feras do esporte. Logo logo fiz minha escolha. Encontrei o time pelo qual queria torcer. Ele, o Giga, em sua infinita sapiência, concordava que cada um tinha o time do coração e nunca se envolveu com o minha escolha. Mas voltando a falar do Timão, ontem em São Paulo foi realizada uma tremenda festa para comemorar o aniversário de número 100 desse time que tem adeptos, apesar de ser paulista, no Brasil todo. Milhares e milhares de pessoas estiveram presentes no evento que contou com a presença de grandes jogadores que usaram e usam a camisa do Corinthians. Uma bela festa. Pena que não foi perfeita. Como nada o é, infelizmente. Para não variar, teve confusão. E das grandes. A partir de um incitamento, de um comentário totalmente inoportuno de uma pessoa que subiu ao palco, as confusões começaram. Esse comentário infeliz era sobre a posição da imprensa com relação a alguns fatos ocorridos no Corinthians e foi um acender do estopim. Aí a coisa ficou feia, muitas unidades móveis para transmissão ao vivo de várias redes de televisão que cobriam o evento, foram depredadas e foi um final triste para o que poderia e deveria ser uma grande festa. Mas, como sabemos, em todo lugar, religião, profissão, tem os carnedecabeça que já saem de casa para arrumar confusão. Infelizmente nos dias de hoje, cada vez está fácil de encontrar confusão onde quer que se vá. Sorte para todos que esses carnedecabeça, gentinha pró confusão e anarquia, ainda são em menor número. Ainda imperam os que torcem pela paz, pelo espetáculo, pela harmonia. À esses CORINTHIANOS, mando meu grande abraço e meu desejo de sorte, felicidade e de grandes realizações. Se só um time fosse sempre o vencedor, o meu, nem teria graça torcer por ele. São bons e competentes adversários que fazem uma grande disputa.

2 comentários:

Deia disse...

Oi Welze! A ESSES corinthianos, uno-me a você no parabéns pelos 100 anos! Um beijo, Deia.

Anônimo disse...

watch satellite tv on pc
great blog , how are you doing now eeh?