10 janeiro 2011

É NORMAL? É CERTO?

Li num blog de uma querida, que estando ela parada em frente a um banco, observou que muita gente que passava por ali, o fazia falando e gesticulando sozinho. Isso me lembrou uma "discussão" que tivemos numa aula de sociologia. O que é normal, anormal, comum, certo, ou errado? As opiniões foram tantas e diferentes que foi assunto para várias aulas. Uma coisa eu me lembro bem: se a maioria faz, é normal. Se é comum, é certo. Pelo menos isso foi resolvido naqueles dias. Isso há bastante tempo. Mas mesmo lá, já não concordava muito com essa conclusão. Naquele tempo, a percentagem de fumantes era bem maior que a de hoje. Era na minha classe, a maioria. Eu não concordava que por esse motivo, fumar fosse certo, normal. As meninas, entravam na sala de aulas, absurdamente pintadas. Elas, a maioria. Eu e umas poucas, íamos de cara lavada. Nem por isso, concordava que se pintar para assistir aulas até quase meia noite, depois de um dia inteiro trabalhando num escritório, fosse comum, certo ou normal. Mas voltando ao que li no blog ETERNO da lindinha Néia, ela percebeu que muita gente passava por ela, falando sozinha. Será que esse não é um comportamento normal? Será que isso não é uma atitude certa? Será que essa não é a escapatória para muitos que se sentem sós? Será que quem anda sem falar, resmungar, gesticular, cantar, não está com algum problema? Vai ver quem está errado, quem é anormal, é quem anda quietinho, pois se você reparar, essas pessoas compõem a minoria. Eu sou super suspeita para opinar, pois falo tanto quando estou com companhia, como quando estou sozinha, não paro, pego o rumo das palavras e vou em frente, falando, cantando, dando risada e rezando. Adoro rezar enquanto caminho. Quem olha demais para mim, se arrisca a ganhar um alegre bom dia ou qualquer que seja o cumprimento apropriado para a hora. Tenho tanto o que falar que nem só, eu descanso. Acho que é perder tempo, ficar muito quieta. É, realmente, se é comum, é certo. Ou pelo menos, normal. Adoro tudo isso.

12 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Acho normal sim, falar sozinho, mas procurar ninguém pra falar é que é esquisito. rs
Adoro esses temas Welze, é assunto pra muitos dias, não é?
Xeros

Valéria disse...

Oi Welse!
Como somos contemporâneas,partilhamos destes mesmos esquisitos conceitos de normalidade. Você me fez lembrar disso e perceber que estou dentro da normalidade, porque falo muuito quando estou só, ou rezo... Me identifiquei logo.

ADri@n@ disse...

Super inteeressante...
eu mesmo vivo falando e gesticulando sozinha...
as vezes exagero... e sempre pego alguem me olhando "torto"... rsrsrsrs
bjo

Andréa disse...

Eu sou uma pessoa que vivo falando sozinha, acho super normal,rsrs.

Tem desafio dos 7 pra você no meu blog , se quiser responder fica a vontade.

andreaquitutes.blogspot.com/

bjs,Andréa...

Néia Lambert disse...

Pois então, querida Welze o que eu achei diferente foi ver tanta gente falando sozinha nas ruas e embora pareça normal elas ficam envergonhadas quando flagradas. Agora em suas casas é mais comum que a gente imagina, até eu!
Adorei o "lindinha", é que ando me espelhando em vc, rsrs.
Beijos

Marly disse...

Oi, Welze,

Embora falar sozinho não seja incomum, eu não acho lá isso muito normal não, rsrs. Mas, com certeza, quem não fala sozinho tem outro tique/atitude/hábito não comum, ou não totalmente 'normal', rsrs. Uma frase que considero genial é justamente esta: "De perto ninguém é normal". Caetano Veloso acertou em cheio quando proferiu esta frase! rsrs.

Beijão e boa semana.

Bombom disse...

Quem somos nós, para podermos afirmar que esta ou aquela atitude são anormais? Mas a verdade é que por vezes nos chocamos com as atitudes dos outros.De um modo geral, não é muito comum encontrarmos pessoas a falarem sozinhas e achamos que isso é coisa de maluquinhos. Mas sabes que aqui em Portugal já vemos na rua muita gente a falar sozinha? E gente nova também! Será que a carestia da vida, o desemprego, a falta de perspectivas de vida futura está a minar as pessoas por dentro? Será a solidão e o medo que atira as pessoas para esta situação?
Eu não encontro resposta...
Bjs. Bombom

LyyBombom disse...

Oláá... tudo bem??!
Estava viajando pela net e encontrei o seu site.. li e aprovei!! =D

Acho normal falar sim..!! hehe

Já sou sua mais nova seguidora..
segue o meu tb...

www.makeupdebombom.blogspot.com

bjinhoss...

Beth/Lilás disse...

Welze,
Você é um barato, mulher!
beijinhos cariocas

Leci Irene disse...

Ufa! Eu pensei que ias dizer que eras quietinha!!!!!!! Acabei de voltar lá da Néia e também li... hehehe.... e eu falo sozinha, e, qdo é assunto feliz eu num falo, eu sorrio ou dou risada, no meio do nada... pode???????

Nilce disse...

Oi Welze

Também li a Néia e adorei o texto.
Eu falo tanto sozinha que muitas vezes me pergunto e me respondo. Pode?
Será que sou normal?

Bjs no coração!

Nilce

Blog da Chris disse...

Acho que o ser humano em geral precisa conversar, seja com alguma pessoa, sozinho ou com algum objeto... Assisti ao filme O Náufrago estes dias e o personagem perdido numa ilha deserta após um acidente aéreo, cansado de tanta solidão, faz de uma bola da marca Wilson, seu amigo e confidente. Tenho certeza que aquilo o ajudou a se manter lúcido...
Não acho que tudo que a maioria faz é certo...

Bjs