19 janeiro 2011

EDUCAÇÃO.


Fui criada, como dizem muitos, à moda antiga. É claro, afinal, de hoje mais dezessete dias, estarei completando meus queridos e lindos 57 anos. O método "MAMÃE" de criação, consistia em olhar, falar baixo, explicar, pedir, sugerir, colocar de castigo e por último, em último caso mesmo, dar umas palmadas, no lugar certo, ou seja, na bunda. Palmadas. Nada de bater com nada que não fosse a mão nem em outro lugar. Mas isso, só em último caso. Pelo olhar minha mãe dizia coisas, dava ordens as quais eram seguidas sem perguntas. Criei meus filhos nesse método, pois, se fui feliz quando criança, sempre fui educada(modéstia à parte), e cresci uma pessoa de bem, significa que o método funcionou. Com algumas adaptações, alguns ajustes, meus filhos também foram bem criados. São pessoas boas e educadas. Lendo o blog LONGEVIDADE, o assunto hoje focou a EDUCAÇÃO ou a falta dela. Como comentei lá, já vi tanto idosos serem distratados em coletivos sem que os lugares reservados à eles lhes fossem concedidos, quanto idosos mal educados subirem em ônibus e exigirem seus lugares aos berros, inclusive proferindo palavrões para as pessoas que ali se achavam sentadas. Nos ônibus de Sorocaba, os tais lugares reservados aos idosos, pessoas com crianças de colo, gestantes e pessoas com necessidades especiais, trazem placas bem visíveis e legíveis dando conta que tais lugares, sem a presença de pessoas nas condições esclarecidas anteriormente, podem ser ocupados por qualquer passageiro. Mas ainda penso que isso existe porque tem muita gente que não tem aquela educação de berço da qual tanto ouvia comentários antigamente. Se uma pessoa mais velha, entra num ônibus ou em qualquer lugar que tenha um número reduzido de cadeiras ou bancos, nada mais natural, normal ou educado, que pessoas em melhores situações físicas, lhe passem o assento. Simples assim. Esse assunto continua amanhã.

9 comentários:

Ângela disse...

Welze, fui criada da mesma forma, assim como também criei minhas filhas, como você mesma diz, com certas adaptações é claro!!!.
E não me arrependo nenhum pouco, aqui em casa tínhamos o habito de contar até três, quando as traquinagens tomavam conta, mas nunca era preciso chegar aos três, no dois elas já corriam (rsrsrs)
beijos

Lourdes Sabioni disse...

Amiga, fui criada com mais rigidez, minha mãe batia demais por tudo e por nada...Os quatro filhos dela hoje são gente de bem e educadas...por isso ainda não entendo qual é a receita certa...Em todos estes anos na educação (sou professora desde os 18) eu já vi de tudo e não consegui uma explicação mais plausível do que a explicação do espiritismo...não sou espírita mas simpatizo...Só tenho a certeza de que filho educado tem haver com merecimento...por tudo que já vi e ouvi, conclui isto. Ainda bem amiga, que os meus são...Obrigada Deus pelos meus filhos maravilhosos!!!Bjs

Lourdes Sabioni disse...

Voltei...quando digo "merecimento" não me refiro ao merecimento do hoje e do agora, refiro-me aos merecimentos muito anteriores a esta vida...sei lá, é minha opinião, nunca vou saber aqui nesta existencia, se estou certa...quem sabe , um dia , Papai do Céu me conta? KKKKK...bjs

Maria Célia disse...

Oi Welze
Também fui criada nesta linha sua, meu pai era bravo, exigia muito dos filhos,respeito, educação, tarefas, mais em compensação era um pai maravilhoso, que não media esforços pra nos ver felizes.
Eu e meus irmãos, graças a Deus, fomos muito bem educados e ninguém cresceu revoltado, porque de vez em quando levávamos uns cascudos.
Minha mãe era bem light, morria de pena nossa, uma mãezona.
Bjos

disse...

Oi Welze,
Fui criada "á moda antiga", acho que com rigor um pouco demais.
Mas agradeço aos meus pais, pois hoje sou uma pessoa de bem, e consegui educar os meus filhos, pssando o que aprendi, se bem que um pouco mais light rsrsr. e hoje Graças a Deus, tenho mto orgulho deles.
Bjs. (adoro o que escreve)

disse...

Oi Welze,
Fui criada "á moda antiga", acho que com rigor um pouco demais.
Mas agradeço aos meus pais, pois hoje sou uma pessoa de bem, e consegui educar os meus filhos, pssando o que aprendi, se bem que um pouco mais light rsrsr. e hoje Graças a Deus, tenho mto orgulho deles.
Bjs. (adoro o que escreve)

disse...

Oi Welze,
Fui criada "á moda antiga", acho que com rigor um pouco demais.
Mas agradeço aos meus pais, pois hoje sou uma pessoa de bem, e consegui educar os meus filhos, pssando o que aprendi, se bem que um pouco mais light rsrsr. e hoje Graças a Deus, tenho mto orgulho deles.
Bjs. (adoro o que escreve)

SUELY PERES disse...

E minha amiga, hoje em dia esta faltando muita coisa na educação dessa geração que vem vindo e o resultado é infeliz mesmo, eu cofesso que tbem fui criada como vc , na rigidez e tentei passar para meus filhos o melhor possível , sendo que até agora nunca me decepcionei. Espero que eles repassem o que aprenderam para seus filho tebém, e infelizmente somos obrigados a vivenciar situações reprovadas por quem tem conciencia , dignidade, e principalmente respeito pelo nosso próximo. beijinhos e uma linda quinta feira.

Vicentina disse...

Olá Welze, tbm vi esta postagem no Longevidade, meu pensamento é que quem é educado sabe educar, não estou aqui me vangloriando mas sempre eduquei meus filhos com muita rigidez, um pouco da educação que recebi e um pouco do que eu achava certo, e graças a Deus deu muito certo.
Tbm penso como nossa querida Lourdes Sabioni, tem coisas que só encontro explicação no espiritismo apesar de não ser espírita(simpatisante)
E outra coisa não são somente os mais jovens que não tem educação não, tem muito idoso que até assusta a gente de tanta grosseria.
Bjs