13 janeiro 2011

SEM PALAVRAS

Sem palavras, ou pelo contrário, com muitas. Mas na garganta, no coração. Palavras de consternação, de tristeza, de agonia, de solidariedade. Palavras de até quando?, de mãos atadas.
Palavras de revolta, de esperança ou de falta dela. Palavras de medo, de ajuda, de necessidade. De vergonha, por não poder fazer nada. De vergonha por estar em melhor situação, ou numa mais privilegiada. Palavras de vontade de fazer mais, fazer a diferença. Palavras de consolo se é que existe isso ante tal calamidade. Que dor meu Deus! Que tristes imagens nos vem do Brasil todo. Que desolação. Ante tal situação, dá até vergonha, daqui do conforto da minha casa, em companhia dos meus mais queridos, postar alguma coisa de alegre. Dá vergonha falar de outro assunto que não seja essa tragédia, que mais uma vez, abate nosso povo. Parece-me que fazer isso, dá a impressão que estou incólume e por isso não dou a devida proporção ao caos. Não me sinto bem falando de minhas histórias, contando meus causos, minhas lembranças. Hoje não. Hoje reservo esse espaço aos meus ilustres desconhecidos, de longe e de perto, que estão no olho do furacão. No epicentro de toda essa lama. Meu respeito aos que perderam suas casas, seus bens. Meu abraço mais sincero ainda aos que perderam seus queridos. Meu respeito e meu silêncio.

22 comentários:

milu disse...

Será um prazer tê-la por aqui.Passo no teu Cantinho todos os dias...mas sou um tanto quieta...
Qto a tragédia do Rio, sei bem o q é isto pois sou Catarinense...Meu coração sangra em ver imagens tão chocante na midia. Pena que este país só tem dinheiro pra socorrer e ñ pra prevenir.Bjs.

Chocolate na Cozinha disse...

Pensamento positivo para que eles possam se reerguer. Já morei em Petrópolis e sei como é. Na cidade onde mora minha família, quando o rio Paraíba do Sul transborda, alaga tudo. E o pior é que ele está quase...
Oração é o que podemos fazer daqui de longe enquanto a caridade material não chega...

Té +

Ps.: todos os dias passo por aqui, mas nem sempre tenho tempo p/ comentar. Peço desculpas pela indelicadeza. Bjs

LILIANE disse...

Querida
também estou muito triste...
De verdade.
Aqui chove muito também, e esta madrugada ainda disse para o meu marido o quanto posso agradecer ao nosso Pai Celestial.
e estou orando muito mesmo para que haja uma vontade real de mudança.
todos os anos as vidas são ceifadas e o poder público não faz absolutamente nada.
mostram uma aparente solidariedade.
mas e durante a seca, o que é feito de fato?
quanta riqueza é produzida neste país?
se fosse bem distribuida as pessoas poderiam viver melhor, com mais dignidade.
desculpe o longo comentário.
mas me uno a você e a todos os que passam por tantos problemas, me uno em orações, em pensamentos positivos.
beijos

disse...

Oi Welsse,
Vc passou exatamente tdo o que sentimos.Que Deus dê forças á todos que estão passando por essa tragédia.
Bjs Rê

Vicentina disse...

Olá Welze, sabe que estou sentindo o mesmo que vc? hoje de manhã vi pessoas salvando uma senhora com o cachorrinho nos braços e ela teve que soltá-lo pra se salvar, até chorei de ver o desespero dela. E fora outras pessoas que perderam a vida, hoje disse pro marido "nós aqui em casa estamos no céu" e vivemos reclamando que as roupas não enxugam que o quintal tá liso, que a casa tá cheirando mofo, etc.
Tudo isto não é nada diante de tanto sofrimento.
Só Deus pra ajudar estas pessoas.
Bjs

Tatiana disse...

Welze, que tristeza isso não? Me senti envergonhada por ter chorado quando uma pequena infiltração destruiu parte do gesso da minha casa... mas a gente vai aprendendo na dor também...
Eu estou colhendo alguns endereços para donativos e até amanhã farei um post, acho que é uma maneira de fazermos pelo menos um pouquinho.
Quanto ao post dos comentários, eu já havia entendido perfeitamente (e concordo), você escreve com muita clareza!
Bjs

Rachel disse...

Welze, muito agradecida por dizer aquilo que não consigo botar pra fora diante de tanto descaso e cegueira absoluta, por parte daqueles que tinham o dever de olhar pra isso!
Meu respeito e meu silêncio também!
Bjuss!!!

Lourdes Sabioni disse...

Welze, voce falou tudo, eu também fico me sentindo pequena e com muita vergonha de estar super bem e confortável enquanto meu próximo sofre tanto. Na verdade, o que me conforta é poder acreditar que Deus tem razões que a própria razão desconhece...

Maria Inês Feijó disse...

Oi Welze!! Nem me fala, hoje ao assistir o noticiário chorei muito ao ver a cena daquela senhora abraçada ao seu caozinho, sobre o telhado de sua casa, no meio daquela fúria das águas, tudo muito triste !!!
Infelizmente veremos muitas cenas assim daqui para frente, nossa mãe Terra está dando a resposta a tudo que estamos fazendo contra ela, e a resposta da natureza quase sempre é violenta. Deus proteja a todos nós!!
Um fraterno abraço!

Lorena Bezerra* disse...

Querida Welze,
Dói muito ver tudo isso!
é com lágrimas que terminamos de ver cada nova reportagem que passa...
Dá uma sensação de impotência diante de tudo isso...
Ai ai...
Beijokas!!

Socorro Melo disse...

Nossa, Welze, você traduziu com suas palavras, os meus sentimentos.

Estou incomodada, triste, e preocupada com estes desconhecidos, que como diz você, estão no olho do furacão. Queria poder fazer algo, por mínimo que fosse, pra amenizar o sofrimento de alguém.
Vendo essa situação, como nos sentimos frágeis, e vulneráveis...

Grande abraço
Socorro Melo

Andréa disse...

Faço de suas palavras as minhas.
Realmente é muito triste ver tantas pessoas sofrendo desabrigadas, perdendo a vida e a gente não pode fazer nada. Mas Deus é grande só ele pode ajudar seus filhos e tocar no coração do homem para dar um amparo um conforto nesta hora tão difícil na vida de nossos irmãos.

andreaquitutes.blogspot.com/

Beijinhos, Andréa...

maria/andrea disse...

Oi minha querida!!
Estou me recuperando... ou melhor, estamos né, pq lá em casa foi um atrás do outro, credo, rsrs.

Tá muito triste a situação dos amigos cariocas e até em SP, tem tido deslizamentos... triste demais.
Estou me informando em como fazer pra ajudar, pq acredito que qualquer ajuda nesse momento será bem recebida por eles.
Pelo menos, servirá de conforto pra quem perdeu tudo. Pior aqueles que perderam parentes, entes queridos, amigos...

Tenho conhecidos por lá, mas tenho até medo de ligar.

Será que um dia as coisas mudarão?
Pq entra ano e sai ano e é sempre a mesma coisa. Ninguém faz nada.

Querida, obrigada pelo seu carinho e tenha certeza que vc é querida, mesmo que virtualmente, tá?
Entro aqui todos os dias pra ver as atualizações e adoro quando tem receitinha. É que tem dias que estamos tão sem idéias, rsrs.

Obrigada pelo parabéns ao meu bonitão. Ele merece, hehe.

Bom fim de semana, beijos e se cuida.

Anakoelho disse...

Olá Welze!
Concordo com vc,a gente sente mal de estar numa situação melhor...,dá um sentimento de impotência...de que não somos nada e não temos como fazer... diante das grandes autoridades desse planeta terra que estão destruindo o planeta em prol da ganância,isto é consequência do super aquecimento
que irá provocar cada vez mais temporais desse tipo.Nos meus cinquenta anos nunca tinha visto tanta tragédia causada por chuvas isto piorou de uns poucos anos pra cá.E pior,os países mais poluidores são exatamente os que Não querem parar com a poluição preferem continuar destruindo e como será o futuro desse planeta no tempo de nossos netos...isto me assusta.
Hoje fiquei com dor de cabeça de ver as cenas horrorosas da destruição...
Boa tarde t+.

José Sousa disse...

Olá amiga!
Lindo o seu blog, gostei do que ele contem e de sua forma.
Um beijão.

Marly disse...

Você traduziu bem os meus sentimentos. Não fosse o corre-corre, eu até faria um post também sobre o assunto, apesar do temor de perder as estribeiras e apontar alguns com culpa no cartório.

Um beijo!

LyyBombom disse...

Oiee.. tudo bem??!

Estava fuçando na net e encontrei o seu blog... ameii muito!!! =D=D

Dá um pulinho lá no meu blog tb..

www.makeupdebombom.blogspot.com

Com 150 seguidores haverá um ótimo sorteio!!! =D=D
Ainda não decidi o que sortear, mas com ctz meus seguidores irão amar!! hehe

Então, não deixe de seguir!! hehe

Beijinhos...

www.makeupdebombom.blogspot.com

ps.: meu silência tb!!! e mtoo, mas mtoo respeito!!

Nilce disse...

Oi Welze

São meus os teus sentimentos.
Hoje passei o dia a pedir por toda aquela gente desolada, desabrigada, abandonada.
Muitas perdas, muita dor.
Assim como passamos aqui no sul anos atrás, peço a Deus muita força e proteção para todos.

Bjs no coração!

Nilce

Paula Pacheco disse...

Olá Welze, saudades de passar por aqui e ler seu blog, essa historia do RJ é muitooo triste, também não sei o que acontece do pessoal construir casas em cima de morros,casas perto dos corrégos dos rios, e as prefeituras não fazem nada, pois´deveria ser proibido, apesar, de que o rio inundou pra valer, foram chuvas atemporais, coisas da natureza fora do alcance humano. Cada noticiario que só fazem nos chorar, ontem e hoje fiquei assim ao ver na televisão também, por isso não podemos reclamar da nossa vida, olhem só cada coisa que existe muito pior. nossos problemas não são nada mediante estes desastres,
bjs linda e não fica assim não
Paula

Fla disse...

Welze é realmente muito triste o que está acontecendo, não só aqui no Brasil mas em outros lugares do mundo. Está na hora do mundo começar a agir de alguma forma, é a natureza se voltando contra a destruição que o próprio homem vem causando ao longo dos anos.
Fiz um post com alguns postos de arrecadações. Se souber de algum lugar aqui em Sorocaba me avisa que acrescento lá no post.
O povo brasileiro é solidário e sempre reparte o pouco que tem. Essa é a minha esperança, naqueles que ainda são capazes de fazer o bem!
Beijos

Iliane disse...

é dificil até de comentar..é muito triste tudo que acontece nos incios dos anos!e..essa tragedia foi demais né?ontem fiz um "pouquinho " da minha parte..levei algumas coisas para ser remetido para qualquer um dos lugares...conheço bem aquela região..e..sei como tudo é cercado de matas e muito alto!doi muito..muito mesmo..bjus

Gina disse...

Hoje publiquei um post que já estava programado e fiquei pensando a mesma coisa que você falou sobre falar de outros assuntos, quando o foco é essa dor das pessoas que estão passando por isso.
Daqui a pouco publico minha participação nesse evento tão triste, não dá pra fazer de conta que não nos tocou. É lamentável.
Bjs.