02 abril 2011

DIA DE FÚRIA? BOCA NERVOSA?

Sempre primei pela boa alimentação, fazendo das estripulias gastronomicas, coisa presente, mas não muito comum no meu dia a dia. Mas, sem explicação, ontem foi atípico. Logo pela manhã, troquei meu suco de laranja por uma caneca enorme de café com leite. Meu pão integral por um filãozinho ou pão francês com margarina e esquentado na frigideira(?). Não usei nem a sanduicheira. No almoço, nem pensei em folhas, cai de boca num prato de macarrão com queijo ralado e molho industrializado sabor ervas finas. Logo eu que adoro fazer molhos e não faço a mínima questão de queijo ralado. Para completar o almoço, um coxa de frango assado, pasmem, com a pele. Inacreditável. Adorei cada bocado. De sobremesa, um caqui bem geladinho, delicioso. Mas, a danação continuou no café da tarde. Em frente ao computador, passeando pelos blogs, me deliciei com um copo de refrigerante sem açúcar e um pedaço de bolo de mel e aveia. Estranho, não curto refrigerantes e nunca comi na frente do computador. Continuando, para o jantar, não comi minha já costumeira fruta e parti sem medo de ser feliz, para um sanduiche tamanho de um bonde com milho verde, ervilha, calabresa, bacon, batata palha e pão, tudo isso prensado e com mostarda e catchup. Absurdamente inacreditável. Não gosto de sanduiches com mostarda e catchup e nunca tinha comido esse sanduiche inteirinho. Pois ontem foi ele todinho. Acompanhado de uma garrafinha de cerveja SOL. Como diz minha cucla ÉPRACABÁ. Depois de recobrado o juízo, contabilizando os lucros e perdas, verifiquei que de bom mesmo, foi o bolo de mel, o caqui e nada mais. É claro que as porções do almoço e café da tarde não foram grandes, mas já atípicas para meu novo ritual de alimentação, onde estou, já há alguns meses, privilegiando frutas, verduras e legumes. Depois do saldo negativo, foi um tal de beber água e fazer xixi, beber água e fazer xixi, beber água e fazer xixi, numa tentativa de faxinar o organismo. Sei que não será comum essa atitude, sei que uma vez ou outra não mata, mas parecia que não era eu. Não me reconheci. Hoje, tudo normal. Já tomei meu suco de laranja, comi meu pedacinho de bolo que tem muuuitas fibras e o almoço, se não surtar, será à base de frango assado sem pele e muita salada de agrião. Booom também. É. Acontece nas melhores famílias.

17 comentários:

Marly disse...

Oi, Wel,

Eu também prezo muito a alimentação equilibrada, embora poste muitas receitas de doces em meu blog. Acho que somos o que comemos, portanto há que se comer com atenção!

Um beijo e bom fim de semana!

Josy disse...

Querida amiga Welze eu chamaria esse texto, de dia de RELAXAR, sim por que, que mal há, em uma vez sair da dieta, cair de boca na comida, tomar uma breja geladinha, comer até dizer chega, levantar as pernas pro ar e Relaxar, como vc merece. Depois de quase 10 dias sofrendo, nervosa,chorando, temerosa, preocupada, era só o que vc merecia minha amiga. Mande tudo ás favas e aproveite mesmo Welze amiga, a vida ta ai, pra ser vivida, e celebrada com nossos amigos e entes queridos, devemos sim comer com moderaçao, mas temos o direito de Relaxar, acalmar o coração, curtir a familia, e viver.
Viver muito....bjos querida...um lindo domingo pra todos aí

Néia Lambert disse...

Welze, fugir da dieta corriqueira é tão bom quanto tomar um belo porre de vez em quando, faz um bemmmmm!!!

Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Queridona, vou te contar: quando tive o tal coisa ruim, comia tudo o que via pela frente...engordei pra caramba...a gente faz isso mesmo, numa forma de nos acarinhar. É como se o fato de estarmos com medo, nos dê o aval pra enfiar o pé na jaca...te entendo muito amiga, passei por isso, igualzinho...pensava assim: e se eu morrer? Acontece que a gente, qq um, até quem está com a saúde nota mil, pode morrer amanhã ou até hj, atropelado, com um infarto, com um acidente...a gente não se dá conta de que qq um pode morrer de uma hora pra outra, inclusive nós, de qq outra coisa. Essa consciência é que nos deve dar forças pra não cair na gulodice e na auto comiseração (como eu caí, fiquei com peninha de mim...)Sei que posso te falar isso e ser verdadeira com vc pq sempre fui e vc me conhece. Um dia ou outro não faz mal sair da dieta. E isso serve pra qq mortal, que afinal, todos somos. Beijos queridona, te amo!

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

KKKKKKKKKKKK MUITO LEGAL DE VEZ EM QUANDO POOOOOOOOOOOOODE !!!!
BEIJO
BOM FIM DE SEMANA!

Maria Célia disse...

Olá Welze
Enfiar o pé na jaca vez ou outra é bom demais da conta.
E o remorso que bate depois?
Você passou bem, hein, só coisa boa, tirando a cerveja que não curto.
Bjim.

Maísa disse...

Ahhhh...chutar o balde uma vez ou outra é booooom demaisss da conta!
Quebrar o ritmo e a rotina é algo que nosso espírito pede, nós é que não ouvimos...E acredito que assim deve ser nossa vida,não só quanto a alimentação.Já reparou que a gente acaba se acostumando a tudo e fazendo tudo sempre igual??
Pois é, quebre o ritmo, saia da rotina e vc se sentirá mais livre, nós às vezes agimos feito robôs...beijkas

Bel Rech disse...

A minha querida, é tão bom de vez em quando fazer algo diferente, fazer com vontade.Que delicia..O outro dia faz com que nada tivesse acontecido e volta a rotina normal..Amnhã é outro dia!!!Beijo no coração

Teto Doce disse...

Oi Welze,

Este bolo nos deixa em situação dificil....hahahahaha

bom mesmo é comer acompanhado de um bom café......hahahahaha


beijinhos.

Cantinho She disse...

kkkkkkkkkkk me desculpa a risada, mas não é deboche não, é que vc fez de um jeitinho o seu post que acabou ficando divertido.... Mas é assim mesmo, em cada etapa da vida os hormônios dizem pra que veio e a gente desconta tudo na comida! Mas o que importa é voltar ao normal no dia seguinte, beijo, beijo e parabéns por escrever de uma forma leve e descontraída! ;)
Beijo, beijo!
She

soniaconslt disse...

De vez em quando pode, miga!
Mas que não se repita muitas vezes...olha a tua saúde.
Bjus e bom domingo amada!

Sílvia Gianni disse...

Ainda bem que gostamos de extravasar nossas alegrias, tristezas, medos raiva, frustrações, etc. na comida pois, depois é só voltar ao dia a dia bem normal e a consciência nem pesa.
Extravase de vez em quando, só faz bem.
PS: Estava comendo biscoito doce com café também adoçado. Amanhã volto ao "normal".
Beijs e Boa semana!

Maria do Tacho disse...

Amiga, vim lhe visitar e deixar um abraço com muito carinho...
Uma boa semana!
bjs
Maria

Anônimo disse...

Tia..vc que é meu guia de alimentação em pessoa.."como" pode ? rsrsrsro como está entre aspas porque foi comendo que não resisti as delicias do niver do lukinhas..comecei de leve e terminei com os dois pes na jaca...sabado tambem foi dia de agua e xixi... Até nisso estamos parecidas aiaiaiai..preciso perder muitos quilos ainda...Chris

Bombom disse...

Oi, Welze, uma vez sem exemplo!
Agora que voltou ao "normal", juizinho. Não abuse,não!
Depois da tempestade passar, quando ficar curada, festejaremos todas (os) e aí sim, voltarás a poder perder o juizo e nós acompanharemos, he,he. Bjs. Bombom

Nilce disse...

Oi Welze querida

Huuummmm esse bolo aí embaixo dá de encher a boca.
Eu também perco a cabeça de vez em quando e mando ver. Como tudo e mais um pouco, depois me arrependo que só. kkkkkkk
Mas de vez em quando não mata não, só pode dar uma dor no estômago, como acontece comigo. hehe

Quanto aos sotaques, você acredita que aqui também falam assim? caro (carro), caroça, baranco, sera, kkkkk
Eu adoro! Amo nosso Brasil!
Agora o "mareco", comi muito na infância, mas agora....argh.

Bjs no coração!

Nilce

Cucla disse...

ichi Mama, to nessa já faz um tempo, tenho vontade de comer o dia todo...logo, as calças já não estão me servindo, que uòooooo...
Preciso me controlar, mas, está mais que difícil. E olha, que nem dou daquelas de descontar ansiedade em comida...aff.