19 abril 2011

ESSA EU TENHO QUE CONTAR!

Estava passeando pelos blogs quando minha vizinha passou falando para a filha: - Ponha atrás da porta que depois eu vejo.
Não tenho a menor ideia do que estavam falado, mas me lembrei de um fato ocorrido em Salvador, Bahia, quando estávamos passando uma temporada por lá. Passamos um tempo na canteiro de obra de uma indústria que papai estava construindo no CIA, Centro Industrial de Aratu, nos arredores de Salvador. Ficávamos no alojamento, construído para os "peões", por quem tínhamos muito apreço. Todo sábado, os trabalhadores da obra, depois de cumprida sua jornada, tomavam banho, se empiriquitavam com suas melhores roupas, banhavam-se uma segunda vez em perfumes e partiam para Salvador, para curtirem as belezas daquele lugar. A cozinheira do alojamento, Dona Maria, tinha uma irmã que era costureira e que fazia muitos trabalhos para os moços da obra. Num sábado, ainda trabalhando, um servente chamou um outro para lhe dizer que a costureira havia entregue sua calça nova. O rapaz que estava no andaime e que não podia descer naquele momento, pediu para o portador da calça, que colocasse a mesma, no prego, atrás da porta do quarto dele. Depois de cumprida a jornada, todos desceram dos andaimes, guardaram as ferramentas e dirigiram-se aos banheiros para darem início à toalete de final de semana. Pouco tempo depois, ouvimos um alvoroço danado. Meu pai e meus irmãos saíram correndo para se inteirarem do acorrido e logo voltaram dando muita risada. O rapaz que ficara encarregado de guardar a calça nova do outro, levou a missão ao pé da letra e literalmente pregou a calça atrás da porta do quarto. O dono da calça quando viu a mesma pregada na porta, saiu na carreira atrás do engraçadinho e só não lhe deu umas marteladas por causa da intervenção dos meus irmãos e papai. É claro que foi uma pena o ocorrido, mas que demos boas risadas, ah isso demos. A PALAVRA EXPLICA?

25 comentários:

Mi disse...

otima semana
beijinhos

Nane Cabral disse...

Hahaha, adorei! Muito boa a história, rs... Beijinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

Iraluiza disse...

Welze e suas histórias sempre mt divertidas...

Nilda Biagio disse...

Olá Welse
Delícia de história!!
Bj
Nilda

"Manjares da Manu" disse...

Nossa ele deve ter ficado muito bravo!!!

Bjs...

Maria Inês Feijó disse...

Dei boas risadas imaginando a calça pregada atrás da porta!!Bjs

Marly disse...

Welze,

O 'pregador' não teve pena do outro, rsrs. Boa estória! rsrs.

boa tarde, amiga!

Valéria disse...

Oi Welze!
Só você e suas estórias!As palavras são perigosas quando levadas ao pé da letra! As palavras por si só nem sempre explicam, não é? Você precisa de um contexto, coloca atrás da porta, pode ser tanta coisa, de tantas maneiras...É como costumamos dizer pegou o trem andando...a estória está no meio do caminho e não entendemos nada! rsrs
Beijão!

Clau disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clau disse...

Hahaha!!
É claro que o rapaz que pregou as calças do outro atrás da porta,não merecia umas marteladas...
Mas merecia uns chacoalhões!!Isso sim!!
Que brincadeira de mal gosto!rsrs
Bjs!
Boa tarde!

Maísa disse...

Muito bom Welze...
Por isso que eu gosto de tudo muito bem explicadinho...nos mííínimos detalhes hahahahabeijkas

Bombom disse...

Oi, Welze, é por isso que aqui se diz que "A Língua Portuguesa é muito traiçoeira"!
Bjs. Bombom

Josy disse...

Ai Welze, que delicia tantas histórias bacanas que vc traz aqui, e melhor, verídicas, muito boa essa, o dono da calça deve ter ficado muito p da vida mesmo, com o engraçadinho kkkkk
Bjocas amiga

Renata Neris disse...

Que delícia de história, Welze. Você tem uma memória poderosa, hein?!?!Que bacana!

Vicentina disse...

kkkkkkkk, amiga tô aqui no escritório do marido, morrendo de rir desta história.
Calça pregada kkkk pensa bem, deve ter ficado toda cheia de buracos.
kkkkkkk
Bjs

Andréa disse...

kkkk, que situação, só vindo aqui pra terminar o meu dia mais feliz ainda!
bjs,
Andréa....

José Sousa disse...

hahahakkkkkkrsrsrs. Ri de mais com esta meus queridos!
Um bem haja á voça memória para contar coisas como estas.

Um abração para todos.

Sílvia Gianni disse...

Adorei a história Welze, muito boa mesmo! Me diverti bastante imaginando a cena.Pelo jeito você teve uma vida com muitas aventuras.
Quanto ao Santo Expedito, que ele continue te protegendo sempre. Bjos.

Ilídia disse...

Olá, welze. Vim conhecer o seu blog. Gosto da forma como você encara a vida, com boa disposição e otimismo. E humor. Um beijinho de Portugal.

soniaconslt disse...

Coitado! Ficou sem calça. E como foi pra festa?Tadinho...
Bjos e boa semana Welze

Paula Pacheco disse...

Amiga de Deus que historia engraçada. Na cabeça me veio algo como uma videocassetada hahahhah, muito boa, amei sua paçoca de carne hummm que delicia,
bjão ótima Pascoa
Paula

Daniela Guerra V disse...

Oi Welze,
Suas histórias são engraçadas, fiquei fazendo a cena na minha cabeça rsrsr e são essas coisas que vale a pena ser lembrado.
Bjs adoroooo seu blog
Bom feriado e Feliz Páscoa!

disse...

Oi Welze,
Não esqueci de você não!!
Caiu uma forte chuva aqui em SBC , na terça-feira passada ficamos 24hs sem energia. Sem Speed, foi uma semana inteirinha.Só agorinha a tal da Telefônica apareceu p/ o conserto ( depois de mtas reclamações).
Vim correndo olhar o seu blog e adorei e me emocionei com tudo que vi e li.
Bjs Rê
Welze,uma seman

maria/andrea disse...

Oi querida!!!
Vim deixar um beijão!
Nesses dias de feriado, provavelmente não postarei.
Então, desejo que seu feriado e sua Páscoa sejam lindos e que esteja ao lado da sua família em perfeita harmonia, tá?
Beijo, beijo e beijo.

Dá um beijão na Cucla por mim.

Socorro Melo disse...

Ai, Welze, tadinho! Que maldade! Estragou a calça nova.
Fico imaginando a raaaaiva desse rapaz, kkkk
Mas, que a história é engraçada, isso é.

Desejo-lhe uma Feliz Semana Santa, extensiva aos seus familiares e amigos.

Abraços fraternos
Socorro Melo