22 fevereiro 2012

Nossos carnavais

Mamãe era uma eximia carnavalesca.
Bem humorada por natureza.
De bem com a vida por opção.
Era uma mulher que contava no calendário os dias, para a chegada de seu tão querido carnaval.
Em sua mocidade foi morar em Salvador, a "casa do carnaval", e de lá, trouxe as lembranças de seus melhores carnavais, que sempre nos contava em forma de história.
Contava seus carnavais em forma de verso e prosa, contava de só voltava para a casa de noitinha, para que o Vô e a Vó á deixassem ir no dia seguinte novamente.
Dizia-nos sempre que era um carnaval mais democrático, ficava "p" da vida em ver que, nas ruas que por muitas noites desfilou, hoje se cobra os olhos da cara pelos abadas.
Em sua época, não tinha nada disso.
O povo se juntava e ia cantando "Atras do trio elétrico só não vai quem já morreu...."
Mas, mesmo depois que voltou para Sorocaba, continuou amando o carnaval.
Nunca teve  interesse ou oportunidade de ir até São Paulo ou Rio de Janeiro para ver o desfile de pertinho.
O que para ela não era problema algum. Quantas vezes cheguei dos bailes e lá estava ela, com uma cervejinha e sua pizza preferida, sacolejando no sofá e acompanhando pela telinha os desfiles.
Antigamente, e agora voltou, tinha desfile nas avenidas principais de Sorocaba, e lá íamos nós.
Com o tempo e por um tempo deixou de haver, mas mesmo assim, os foliões arrumaram outras formas, criaram os blocos, Boca a Boca, Depois a Gente se Vira, Bloco do Cocó.
E olha que os blocos daqui são mara.
Começamos a frequentar, íamos para a concentração....já pulando, dançando...nós sempre com roupas customizadas já esperando a partida do trio. De um tempo para cá, sempre compravamos as camisetas e customizávamos para ficar com a cara do carnaval.
Era uma euforia, descíamos a avenida nos esbaldando...era uma alegria que só.
Aos poucos nossos amigos, e familiares começaram a juntar-se a nós, e lá ia a turma toda, fazendo revesamento para levar o cooler com as bebidinhas.
Nesses blocos sempre tinha uma ala de pessoas muito especiais, e sempre que podíamos ficavamos cuidando, nos sentíamos importantes, e o Bonitão, ia chorando de emoção.
Muitos foram nossos carnavais, muitas fantasias, muitas massagens nos pés....
Com a Gostosura vivi os carnavais mais lindos de minha vida.
Nesse ano, senti falta de minha foliã preferida, então me reservei, e fiquei curtindo em minha memória, todas as emoções que juntas o carnaval nos proporcionou.
Mas, no ano que vem, vou me esbaldar.

www.simplesmentecucla.blogspot.com

8 comentários:

Cláudia disse...

Compreendo que este ano tenha ficado nas recordações, recordar também é viver, mas pro ano se esbalde sim, a sua mãe vai gostar disso. :)
bjs

Catarina - ReceitaseSaboresdoMundo disse...

Recordar e' sempre bom... Este ano também senti a falta da nossa querida Welze. Ainda me lembro bem de o ano passado, trocarmos ideias do que tínhamos achado da cobertura da Rede Globo do carnaval. Sua mãe era uma pessoa muito iluminada, por onde passava deixava sempre aquele carinho, e alegria.

Beijinhos

Lúcia Soares disse...

O carnaval puro, folia, sem apelações, é o verdadeiro carnaval. E gente que gosta de carnaval é mesmo de bem com a vida.
Welze teve uam vida rica. Isso consola a perda, Cucla.
Beijo!

Brechique da Dodoca disse...

Oi, Cucla querida,
o tempo se alterna, graças a Deus. Nem tudo sempre é festa, nem tudo sempre é dor. Há momentos em que temos que baixar a guarda e nos permitir o silêncio, a quietude, que se traduz em lembranças para que possamos "matar" um pouquinho a saudade. É assim. A gente descobre com o tempo. Cada dia é um e cada momento é novo. Viva. Só isso. Do jeito que escolher e que o seu coração pedir.
Bjssssssssssss, quérida!

Josy disse...

Cucla minha doce amiga, que delicia voce trouxe pra nós hoje, já era sabido e esperado que a Gostosura era uma grande foliã. E só poderia ser, pois era a alegria em pessoa. Que gostoso saber que vc e ela viveram essa alegria e tantas outras, são lindas recordações que jamais sairão do seu coração. E com certeza ano que vem vc vai se esbaldar como ela gostaria. Adorei o post, deu pra matar um pouco a saudade da Gostosura. Bjocas

Renata Boechat disse...

Menina foliã deve ter se esbaldado com a turma lá em cima!

Boas lembranças!

Gisele disse...

Sim, sim, sim....os carnavais serão muito diferentes...Saudadona
Gi.

Clau disse...

Oi Cucla!
Muito bom saber que com a sua super mãe,vc viveu os carnavais,mais lindos de sua vida...
Mas...no próximo ano,ela ficará feliz quando vc se 'esbaldar'!!
Bjs!