29 outubro 2009

considero um privilégio


Hoje pela manhã, ao arrumar minha cama, fiquei encantada com o sol que que entrava pela janela. Não pude deixar de pensar que é um privilégio ter esse sol no meu quarto todas as manhãs. Tem muita gente que por N motivos não recebe o sol e seus lindos e quentes raios em sua casa. Alguns por morarem em apartamentos ou casas, cuja construção não foi planejada ou não o pode ser de acordo com o lado em que o sol nasce. Outros, por morarem em lugares, onde o sol é visto por pouco tempo durante o ano todo, outros ainda, por saírem de casa para o trabalho, com o sol ainda "dormindo" e quando regressam, ele já deu lugar à lua. Sei lá, devem existir mais motivos ainda, só sei que para mim, ver o sol no meu quarto, no meu quintal, toda manhã, é sem dúvida um privilégio.

Aproveitando essa foto ao lado, esse é um costume que aprendi com minha mãe, que de certa forma, também é um privilégio. Mamãe dizia sempre para deixar a cama refrescar depois que a gente se levantava pela manhã, para só depois de algum tempo, arrumá-la. E nesse meio tempo, era costume colocarmos os travesseiros nas janelas, para que recebessem o sol. Assim, o calor do sol fazia uma faxina em cada travesseiro. Adoro fazer isso e não o faço nem um dia sequer, sem lembrar da mamãe. Considero privilégio porque, quando trabalhava fora o dia todo, mal levantava da cama e já ia arrumando, esticando os lençóis, a colcha, colocando os travesseiros no guarda roupas e saía correndo, sem mesmo ter aberto a janela. Nunca saía para o trabalho deixando minha cama sem arrumar, pois sempre pensava, vá saber como vou voltar, se bem de saúde, se muito tarde da noite, com visitas, sei lá, só sei que era imperioso, sair para o trabalho deixando tudo arrumado e assim, minha cama e cobertas, só viam o sol nos finais de semana, quando ele aparecia. Para mim, isso é um privilégio.

3 comentários:

Vicentina disse...

Welze que bom que vc tem este privilégio, sabe que tbm tenho?
Minha casa simples mas tão arejada.
Outro dia mesmo cheguei da feira (gosto muito de ir à feira) a casa estava toda iluminada com a luz do sol, que agradeci a Deus tamanho privilégio.
Quanto a arrumar a cama como sua mãe dizia, a minha falava a mesma coisa e tbm faço como vc.
Bjs

Noiva em Fúria disse...

Filho de peixe, peixinho é. Aprendi com minha mãe, essa que vos escreve nesse blog tão delicioso que é o www.gostosurassemtravessuras.blogspot.com, e também não saio de casa sem esticar a cama, colocar as toalhas para tomar ar. Só que ainda estou na fase do "nem abro a janela".
Aprecio o sol da miha sala de trabalho. Tenho em minha janela um lindo cristal, que quando consigo chegar cedinho, me traz um lindo prisma... Não há quem não sinta-se emocionado, ou ao menos tocado em ver as paredes iluminadas....

angela disse...

adoro tudo isto e alem deste ensinamento recebi outro, faça sempre a cama para que seu anjo da guarda te acompanhe! bjs