13 janeiro 2010

nossa mídia

Hoje acordei sem muito ânimo pra quase nada. A dor nos pés está muito forte e isso já dura mais tempo que eu achei que duraria. Estou bem chateada. Mas mesmo assim, comecei meu dia com um bom café da manha, tarefas normais do dia a dia e fui cortar meu já bem curto cabelo. Durante o almoço, liguei a tv para ver o noticiário e infelizmente as notícias não eram melhores que as de ontem. Mas tentei me informar o máximo possível. Me atualizar. Mudei de canal e sintonizei um canal bem informativo da tv a cabo. As mesmas notícias circulavam por lá. Desliguei a tv, liguei meu aparelho de som da sala, arrumei a cozinha do almoço e vim para o computador. Em meu passeio pelos blog, mais exatamente no blog da minha queridona Glorinha, uma notícia me deu um frio na espinha. Caiu pra mim, com um raio. A morte de a Doutora Zilda Arns. Que grande perda. Mas o que me deixou mais fula da vida, foi que desde ontem, em vários canais da tv, em vários noticiosos, em vários horários por onde estive, nenhuma notícia sobre essa perda, tão gignificante para nós. Nenhuma notícia. Tudo bem, que não tenho assistido muito a tv, mas dos noticiários sou telespectadora assídua. Pelos programas da tarde, só vi que estavam atualizando as notícias sobre o estado da Hebe Camargo, num desfiar, num retalhamento e detalhamento tão invasivo, que não consegui ver muito e mudei de canal. Outros programas, se adonaram dos realites shows(sei que não é assim que se escreve) e de fofocas sobre casa e descasa de famosos, que não tiveram espaço para mais nada. Nada contra se informar sobre seus ídolos. Nada contra mesmo. Mas se tem espaço na tv e rádio para dar tantas vezes as mesmas noticias sobre as mesmas pessoas, como não ouvi falar nada sobre a Drª Zilda? Em nenhum programa nem horário? Achei que faltou informação, comunicado, deferência, respeito. Drª Zilda Arns merecia tudo e muito mais.

3 comentários:

Tatiana disse...

Que tristeza essa perda!
Diante de fatos com esse penso que nada sabemos sobre esse ou outros mundos, sobre justiça divina, enfim, viver é um mistério.
Fiquei muito triste!

Nane Cabral disse...

Oi Welze, fiquei muito triste tb qdo li no UOl, infelizmente a tv não dá conta do recado. Notícias para mim são mais através da net mesmo. Uma grande perda. Bjos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

Marly disse...

Welze,

Há muito que tenho testemunhado o frequente desserviço prestado pela mídia. E o pior é que não é só a nossa que está assim não! Esse fenômeno já foi inclusive matéria de estudos e de livros como o "Bias" de Bernard Goldberg!
A perda da Dra. Zilda Arns foi realmente lamentável!

Beijinho.