31 janeiro 2010

Paralelepípedo, que é isso?

Dia desses estava conversando com uma jovenzinha sobre as enchentes. Ela estava bastante preocupada com a situação de alguns conhecidos seus e trocando ideias, disse-lhe que eu achava que uma das causas para tantas enchentes é o fato do solo estar tão impermeabilizado. Nosso chão não consegue respirar e comentei também que, quando as ruas eram de paralelepípedos, ficava mais fácil a água da chuva encontrar um caminho para escoar e assim durante as chuvas, por piores que fossem, as ruas nunca ficavam alagadas e logo depois das chuvas, elas já estavam secas principalmente num tempo quente como nosso verão. Ela ergueu as sobrancelhas e falou admirada. -Paralelepípedo? Que é isso? Aí então, a admiração foi minha. Como assim, não conhecer paralelepípedo? Expliquei que eram aquelas pedras em forma quase de dados, que cobrem as ruas, depois da terra, antes delas serem asfaltadas. Ela disse que nunca vira tal figura. Achei estranho mas depois, pensando bem, vi que ela tinha razão. Passeando de moto, por lugares descampados, longe dos centro comerciais e urbanos, posso verificar que ela tem razão. Vários lugares por onde passo, não tem nenhuma casa, nenhum projeto de condomínio, mas o asfalto já estava lá. Nenhuma benfeitoria, como energia elétrica ou canalização, mas o bendito asfalto já estava lá. Lindo e risonho. Quem planeja um novo conjunto residencial, ou condomínio, seja de que padrão for, sabe que se não asfaltar as ruas, ninguém vai nem para dar uma espiada. Alguns projetos nem chegam a sair do papel, nem vingam, mas o asfalto fica lá para a posteridade e com isso, impermeabilizando o nosso já tão asfaltado solo. Esse é um assunto que não acaba aqui. Amanhã falo mais sobre isso.

3 comentários:

Mi disse...

Olá Welze querida, como vai?
Como ficaram seus dedos, a cola já saiu?
Vim lhe desejar uma boa semana.
Bjs

Tatiana disse...

É verdade! Os paralelepípedos estão praticamente extintos! O que mais se assemelha hoje são os pisos intertravados, em alguns condomínios eles usam!
Bjs

Leci Irene disse...

Assunto interessante. Não tem como tornar o asfalto um "sugador das águas"? Não conheço este assunto e até gostaria de conhecer.